#tbt da Missa dos 25 anos de sacerdócio do Frei Pedro de Oliveira

Compartilhe:

Paz e Bem!

Hoje é quinta-feira, dia de #tbt e é também um dia especial para a família franciscana de Vila Velha. Vamos recordar um a Missa Festiva pelos 25 anos de Ordenação Sacerdotal do Frei Pedro de Oliveira Rodrigues, o franciscano capixaba, filho da terra, nascido e criado em Porto de Santana, Cariacica-ES. Ele foi ordenado sacerdote no dia 07 de janeiro de 1995. Neste ano de 2021, comemora o 26º ano de sacerdócio.

A Celebração Festiva foi realizada no dia 5 de janeiro de 2019, na Igreja da Imaculada Conceição em Porto Novo, Cariacica, comunidade de origem do frade. O Bispo Emérito de Mariana-MG, Dom Geraldo Lyrio Rocha, foi responsável por presidir a Eucaristia, que contou ainda com a presença da fraternidade do Convento da Penha e de muitos amigos, paroquianos, familiares e pessoas queridas do Frei Pedro. Foi um domingo, Dia da Epifania do Senhor.

Os amigos paroquianos do Frei Pedro, prepararam cada detalhe, desde o altar, as lembrancinhas, a Liturgia, a acolhida, um saboroso jantar e às homenagens. Foi tudo lindo, emocionante e especial.

No início da Missa, um grupo animado de canto entoou diversas canções de acolhida ao povo que ia chegando de muitos cantos, especialmente fiéis amigos do Convento e da comunidade onde Frei Pedro cresceu. Após a procissão de entrada, uma amiga do Frei fez o acendimento da vela e em seguida, outra familiar realizou a entrada da Palavra de Deus. E não parou por aí, a Missa estava repleta de momentos emocionantes. A Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Penha, também foi conduzida até o altar. Ela saiu diretamente do Convento da Penha, para abençoar a comunidade e os amigos do frei.

Após saudar a todos, Dom Geraldo agradeceu pela oportunidade de celebrar, 25 anos depois, em ação de graças pelo vida sacerdotal do franciscano. Na homilia, ele fez questão de destacar a vocação do Frei Pedro como “serviço no meio do povo”, como o próprio lema de ordenação diz: “Eis que estou no meio de vós como aquele que serve”. Outro momento importante ocorreu na Oração Eucarística, quando os Freis Paulo César e Paulo Roberto recordaram a vocação do confrade.

Por fim, após a comunhão e antes da Bênção Final, Frei Pedro recebeu homenagens dos voluntários do Convento, de amigos da comunidade Imaculada Conceição e da fraternidade do Convento. Ele agradeceu e também leu um texto de gratidão bastante emocionado.

Terminada a Missa, uma Banda de Congo presenteou o Frei com uma belíssima apresentação, enquanto os amigos e participantes puderam saborear um ótimo jantar.

Assista os melhores momentos da Missa festiva pelos 25 anos de Ordenação Sacerdotal do Frei Pedro de Oliveira Rodrigues, OFM.

Assista também algumas mensagens dos fiéis, amigos e familiares do Frei Pedro.


Quem é o Frei Pedro de Oliveira Rodrigues?

Ele é filho da terra, capixaba da gema, nascido e criado em Porto Novo, Cariacica-ES, em 4 de março de 1956. Vindo de uma família muito humilde e desfavorecida economicamente, ele ajudava no sustento da casa, catando mariscos no manguezal de Porto de Santana. Sendo o único entre seus irmãos a concluir os estudos, ele era o responsável em grande parte pelo sustento de sua família e chegou a trabalhou como servente de pedreiro no porto de tubarão em Vitória.

Frei Pedro faz uma analogia da sua vida com a de Santo Agostinho, que antes de se converter, viveu uma vida fora dos princípios religiosos católicos. Em 1981, quando teve o contato com os franciscanos do Convento da Penha, iniciou sua caminhada na Igreja. Aos 25 anos tivera uma transformação em sua vida, mesma idade em que Francisco de Assis se converteu. Enquanto visitava o Convento, atraído pela vida religiosa, conversou com os frades e ingressou na Ordem Franciscana no ano de 1985, pelo Seminário da Ordem dos Frades Menores no município de Guaratinguetá-SP.

No dia 07 de janeiro de 1995, Frei Pedro de Oliveira foi ordenado sacerdote pelas mãos de Dom Geraldo Lyrio Rocha, em sua comunidade de origem. Após sua ordenação, ele passou por diversos estados, como São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro, em sua missão franciscana, sempre com o preceito: “estou a disposição da Província onde ela precisar de mim”. Atuou durante 21 anos como Pároco e administrador. Embora pouco provável sua transferência em função de ser o seu Estado de origem, fizeste o pedido à Província, para que pudesse ter uma experiência no Espírito Santo, inesperadamente foi atendido, sendo atendente e ecônomo do Convento da Penha há pelo menos 4 anos.

Com o lema de ordenação presbiteral baseado no livro de Lucas, escolheu como tema: “Eu estou no meio de vós como aquele que veio para servir” (Lucas 22, 27),  Frei Pedro de Oliveira afirma que o servir sempre foi uma grande característica em sua trajetória e que desde a ordenação, a citação bíblica vem norteando todo o seu ministério. No dia de sua ordenação, o depósito de lixo deu lugar ao palanque. Em frente ao morro no qual desfrutou em sua infância para carregar baldes d’água em troca da aquisição de materiais para estudar, atrás o morro onde buscava lenha e ao lado esquerdo o manguezal, de onde sua família retirou o sustento durante muitos anos.

Em relação ao futuro, o frade recorda a música popular brasileira do cantor, compositor e multi-instrumentista Milton do Nascimento, que diz: “todo artista de que ir onde o povo está”, se colocando na condição de “artista” e propagador do Evangelho, vendo a necessidade de ir ao encontro do povo e sustentando a ideia de olharmos para o futuro com esperança; para o passado com o olhar daquilo que foi possível fazer e para o presente é preciso confiarmos na bondade de Deus, na certeza de que não estamos sozinhos, na busca continua pela disseminação da boa nova de Jesus.


Fotos: Luciana Almeida (sobrinha do Frei Pedro)

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X