Capela do Convento está fechada para obras de manutenção

Compartilhe:

Paz e Bem!

O Convento da Penha é um ponto de interesse histórico e devoção religiosa e atrai mais de três milhões de visitantes por ano. Para garantir a integridade física desse bem cultural, assim como a preservação de seus elementos arquitetônicos, os serviços de manutenção se desdobram em distintas frentes. Uma delas contempla as recuperações do forro, do piso e dos sinos da capela, além de pintura interna.

Devido às obras, está suspensa a visitação à Capela nos meses de fevereiro e março. Com seu esplendor recomposto, a Capela reabrirá em abril, quando vai integrar as celebrações da Festa da Penha 2022, a terceira maior festa mariana do Brasil, de grande importância para visitantes e moradores que frequentam o monumento.

Outras melhorias são o projeto de instalações elétricas e o projeto de Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA), bem como a atualização do levantamento arquitetônico. Além disso, também serão realizados trabalhos de manutenção corretiva e preventiva do sistema elétrico e automação da iluminação cênica.

Como parte do projeto, está em curso uma pesquisa arqueológica, iniciada em janeiro. A pesquisa busca proporcionar informações arqueológicas e históricas ainda não coletadas acerca do bem tombado e de sua contextualização local. O conhecimento gerado não ficará restrito aos pesquisadores, pois será compartilhado com os cidadãos e a sociedade de modo geral.

Frei Djalmo Fuck, Guardião e Reitor do Convento, explica que com o tempo as madeiras e pinturas das estruturas do Santuário foram comprometidas por pragas, como os cupins, por isso, as obras de recuperação do piso e do forro da Capela são muito necessárias e têm o objetivo de preservar e conservar o local para as gerações futuras. Além da ação do tempo e de pragas, o fluxo de pessoas também causa o desgaste dos peças.

“A ideia é que em exatos dois meses (fevereiro e março), as obras sejam completamente concluídas, para que na Festa da Penha em abril, todos possam contemplar as maravilhas de nosso Convento. No entanto, será preciso cultivar um pouco de paciência e calma, com os transtornos normais de uma obra, porque sabemos que é para uma boa causa”, comentou Frei Djalmo.

O Guardião do Convento não descarta a possibilidade de que algumas celebrações possam ser celebradas novamente no interior da Capela, após a conclusão das obras. “A gente espera que em abril, inclusive na Festa da Penha, passemos a celebrar as Missas dentro da Capela, especialmente as celebrações com menor número de fiéis. Quanto à Festa propriamente dita, a comissão organizadora se reunirá nos próximos dias e dará mais detalhes sobre as festividades, observando também os protocolos sanitários e a evolução da pandemia no Estado”.

Durante a semana a capela está fechada para visitação, por questão de segurança, no entanto, foi instalada uma TV na “Varanda da Pietá” e as pessoas podem ver a Imagem de Nossa Senhora da Penha em tempo real, fazer suas orações e contemplar o nicho central do Altar-Mor. Já aos finais de semana, as portas da Capela ficam abertas e com um cordão de isolamento.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

X