Atividades da animação vocacional e dos benfeitores em Vila Velha

Compartilhe:

Paz e Bem!

O povo capixaba facilmente entende um trecho do Evangelho: a imagem da pessoa que deve conduzir sua vida a partir da fé em Deus assim como um pedreiro sábio constrói a casa sobre a rocha (Mt 7,24). E o maior símbolo do Estado, o Convento da Penha, evidencia muito bem essa metáfora, graças à teimosia de Maria que quis transformar esse evangelho em catequese por insistir em posicionar sua casa ali e também pela visão evangelizadora de Frei Pedro Palácios.

E os frades do Serviço de Animação Vocacional (SAV) que também fazem parte da equipe do Pró-Vocações e Missões Franciscanas (PVF) – Gabriel Dellandrea e Jeâ Paulo Andrade – puderam experimentar em alguns dias (05-12/07) a força da fé do povo de Vila Velha (ES), que fundados sobre a rocha firme do seguimento a Cristo, aderiram com generosidade às iniciativas propostas para alguns dias de atividades. No âmbito vocacional, os frades tiveram a grata satisfação de participar de um encontro com os vocacionados da região e os frades animadores locais desta prioridade da Província (a dupla de irmãos Adriano e Alessandro Dias do Nascimento). Além disso, participaram de um momento de encontro com os jovens crismandos, acólitos e coroinhas apresentando o carisma franciscano, respondendo perguntas e fazendo o convite explícito. Por fim, uma reunião para iniciar uma proposta de Pastoral Vocacional na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, que contou com representantes de diversas pastorais e da Ordem Franciscana Secular.

Com os benfeitores, o trabalho se concentrou em três iniciativas: os frades percorreram algumas ruas visitando benfeitores, acompanhados por “guias” da comunidade paroquial. Nas casas, o clima foi de muita gratidão – dos anfitriões pela visita e dos frades pelo apoio. Se no tempo da pandemia “a missão não parou” é porque muitos não deixaram ela parar. E agradecer por isso se tornou uma forma de render louvores a Deus por ser tão pródigo. Além disso, nas missas se recordou como intenção por todos os benfeitores, vivos e falecidos, que auxiliaram tanto na formação franciscana de vários jovens. A última atividade envolvendo o PVF foi a campanha em vista de novos irmãos e irmãs que aceitassem o convite para apoiarem a iniciativa. E o povo respondeu com carinho a este convite, mostrando assim a sua generosidade.

Além dessas propostas, os frades puderam realizar algumas atividades de visitas às Fraternidades do Convento da Penha e de Colatina, para conversar com os aspirantes e frades. Estas iniciativas buscaram dinamizar as atividades de concretização da importância da animação vocacional como prioridade de cada Fraternidade e também agradecer aos benfeitores franciscanos pelo carinho para conosco! Que Deus continue derramando suas graças e bênçãos ao fiel povo capixaba que com carinho e atenção acolhe o carisma franciscano em seu coração a fim de ser mais um “composto mineral” da pedra sob a qual fundamentam a sua fé.


Fonte: Frei Gabriel Dellandrea, OFM (portal franciscanos.org.br)

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X