Artistas de dança visitam o Convento da Penha

Compartilhe:

Paz e Bem!

No início da semana, o Convento da Penha teve a grata satisfação de receber a visita de três artistas muito conhecidos pelo público, especialmente por aqueles que gostam de espetáculo de dança e balé. A bailarina e atriz Ana Botafogo, o dançarino e coreógrafo Carlinhos de Jesus, e a bailarina capixaba Liviane Pimenta, subiram ao Santuário de Nossa Senhora da Penha na última segunda-feira (20). Os artistas foram recebidos pelo Frei Pedro de Oliveira, o frade capixaba que ficou responsável por acolher os visitantes e apresentar as mais belas vistas a partir do Alto da Penha Sagrada.

O tour pelo Convento durou cerca de duas horas com um encanto surpreendente em cada cantinho. Assim que chegaram ao Santuário, emocionada, Liviane Pimenta contou um testemunho ao Frei Pedro. É que no fim de semana anterior, o trio apresentou um espetáculo beneficente no Shopping Vitória, intitulado “O Quebra Nozes Capixaba”, que trouxe mais de 350 figurinos feitos por ateliê de São Paulo especialmente para as danças que homenagearam até a cultura do Espírito Santo. Deste modo, Liviane viu no Convento (em Nossa Senhora da Penha) uma maneira de representar o Espírito Santo. Ela pensou, rezou, pediu inspiração e na hora e encontrou uma forma de homenagear a padroeira do Estado. “Nós abrimos o espetáculo beneficente [a entrada era um quilo de alimento não perecível] e eu procurava algo que representasse o Espírito Santo com muita força e claro que foi Nossa Senhora da Penha, porque eu não achava uma música que animasse o público, foi aí que achei uma música da Banda de Congo da Barra do Jucu [que inclusive tem participação do Frei Pedro] e ela tocou para 10 mil pessoas que participaram do evento. Todo mundo de todas as religiões cantaram, bateram palmas para Nossa Senhora, foi lindo”, lembrou emocionada.

Carlinhos de Jesus falou da alegria marcante da presença franciscana no Santuário da Penha. Ele confidenciou ao Frei Pedro que o sorriso no rosto do frade ajuda a reforçar a identidade ainda mais capixaba ainda da presença dos freis franciscanos no Espírito Santo. “Frei, já fui em muitos lugares e em muitos Santuários, Igrejas, mas o senhor tem uma energia muito boa, uma animação, uma alegria… Que sorriso maravilhoso ao nos receber aqui”, contou Carlinhos ao Frei Pedro.

A bailarina Ana Botafogo ficou encantada com os ambientes tão bem acolhedores do Convento. Para ela foi uma oportunidade muito especial estar tão próximo de Deus através da devoção à Nossa Senhora da Penha. Ele se interessou bastante pela história da santa padroeira e da construção do Santuário num penhasco de 154 metros de altura. “A gente consegue perceber que as pessoas sobem aqui para se maravilharem com tanta beleza, uma beleza singular, é um paraíso. Percebi no semblante das pessoas que elas amam muito Nossa Senhora da Penha!”, comentou Ana.

Ana ainda conversou com Frei Pedro sobre as obras de arte que dão um charme a mais no Convento e toda a parte estética enfeitando cada móvel, cada paisagem e cada parede do local. A artista enfatizou que toda essa estrutura artística tão forte no Convento, promove ainda mais a fé pela arte, pela criatividade.

A visita foi encerrada, após a conversa descontraída, com os registros fotográficos no mirante principal já no Campinho, aos pés do Convento da Penha.

Fotos: Marcos Antoniazi

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X