Missões voltam com força em Pato Branco. Antes, jovens caminham em Vila Velha!

Compartilhe:

Durante a #SuperLive de encerramento do Dia de Missão, realizada no último domingo (29/01), às 20h30, os frades animadores da Evangelização para as Juventudes da Província da Imaculada Conceição do Brasil e o Conselho das Juventudes anunciaram as cidades sedes da próxima Caminhada e Missão Franciscana da Juventude dos anos de 2023 e 2024.

Após a interrupção dos eventos por conta da pandemia em 2020, a partir de agora as atividades evangelizadoras com os jovens franciscanos da Província voltam com todo vigor e empenho, retomando assim, com muita alegria e esperança a grandiosidade e importância desta experiência na vida dos jovens.

A cidade de Vila Velha, no Espírito Santo, acolherá a 11ª edição da CFJ entre os dias 29 e 30 de julho de 2023. É a primeira vez que este evento será sediado em terras capixabas. Com percursos pelo mar, até a Virgem da Penha, os jovens serão convidados a percorrerem um caminho marcado pela fé em direção ao Convento de Nossa Senhora da Penha, principal cartão-postal do Estado.

Já em janeiro de 2024, a cidade de Pato Branco, no Sudoeste do Paraná (PR), acolherá a 8ª edição da MFJ. Durante a live, Frei Gabriel Dellandrea e Frei Roger Strapazzon, entregaram o Tau da missão para o grupo de jovens pato-branquenses, que com muita  alegria agradeceu a oportunidade de acolher pela primeira vez este evento.

Mais cedo, estes mesmos jovens realizaram a proposta do Dia de Missão e se reuniram de uma forma já bem conhecida na Paróquia São Pedro Apóstolo: por meio de uma trilha. Há mais de um ano acontece a chamada “Trilha Franciscana”, que mensalmente reúne os jovens para fazer uma experiência de itinerância e encontro com a natureza.

Desta vez, além da participação de Frei Gabriel Vargas Dias Alves os freis Gabriel e Roger também participaram e, juntamente com o grupo, percorreram aproximadamente 5km em uma região de propriedades rurais, passando por estradas que eram ladeadas por plantações de soja e videiras. Mais de 60 pessoas se fizeram presentes. Segundo Frei Gabriel Dellandrea, um ponto alto da experiência foi a parada na casa de uma família que estava vivendo um período de luto por ter perdido os seus familiares. “Ali os participantes rezaram pelos moradores da casa e, em troca, generosamente, a família ofereceu uvas e água fresca”, disse.

“A trilha finalizou na propriedade de uma família que cultiva uvas para o sustento. Ali, debaixo da videira, foi celebrada uma missa para agradecer a Deus pela trilha, refletindo sobre as bem-aventuranças. Durante o trajeto uma imagem de São Francisco passou entre os participantes e cada um pode tirar uns minutinhos de silêncio para rezar e refletir”, partilhou.

Já em Xaxim, cidade que sediou a última edição das Missões Franciscanas da Juventude, os jovens participaram do retiro dos catequistas de toda a paróquia São Luiz Gonzaga e através do canto e do auxílio necessário para o bem desenvolvimento do retiro, foram apoio para que os catequistas se sentissem motivados e renovados com sua vocação. “Na oportunidade, mobilizamos todos a gravarem vídeos na expectativa de descobrir onde seria a próxima missão franciscana”, contou Willian Assis.

O grupo de jovens também se reuniu na igreja Matriz São Luiz Gonzaga e distribuiu frases contendo versículos bíblicos, citações do Papa Francisco e de São Francisco, juntamente com a oração de do Santo de Assis. “Foi uma forma de levar uma mensagem franciscana e de esperança, que vem de encontro com a missão do grupo, que é levar uma mensagem de vida a todas as pessoas”, destacou.

Em Petrópolis (RJ), com um grupo de jovens formado há pouco tempo, a juventude da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus topou o desafio do Dia de Missão e resolveu subir as ladeiras do bairro do Ingelheim, sorrindo, cantando e tocando músicas.

“Começamos com um momento de oração na Igreja Nossa Senhora da Ajuda. A proposta abraçada pelo grupo fugiu ao estilo convencional de visita às casas. Pela música queríamos chegar direto ao coração de quem nos acolhia. Fizemos uma serenata para cada um daqueles que haveríamos de encontrar. Traçando um paralelo com a vida de Francisco e nos fazendo valer de um violino, imitamos o santo e cantamos louvando ao “Amor de Deus que se mostra em pleno, floresce o jardim, dá vida ao beija-flor” para nos dizer o quão “grande é seu amor”! Após a oração do Senhor, agradecemos a acolhida, o sorriso no rosto, as lágrimas derramadas, e as orações de uma senhorinha que não parou de proferir palavras de bênção enquanto estivemos ali”, revelou Fabia Lisboa de Souza.

Já em São Paulo, os jovens desenvolveram suas atividades no Serviço Franciscano de Solidariedade (SEFRAS). Segundo Clemência Vieira, foi uma experiência marcante, principalmente para alguns jovens que não conheciam o trabalho do SEFRAS. “Ouvimos o relato de um sr., colaborador do SEFRAS, que é um sobrevivente da Chacina do Carandiru e que passou 28 anos na prisão. Hoje é um escritor, palestrante e ator”, destacou.

Outras atividades foram desenvolvidas também no Santuário Frei Galvão de Guaratinguetá (SP), Paróquia São Paulo Apóstolo de Agudos (SP) e Paróquia São Francisco de Assis em Campos Elíseos (RJ). Inciativas que somadas reuniram aproximadamente mais de 250 jovens que acolheram a proposta do Dia de Missão e realizaram a Missão Franciscana de 2023 nas suas próprias comunidades e cidades.


Frei Augusto Luiz Gabriel

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X