Frei Paulo César: “Extinguir os abismos da indiferença e da desigualdade”

Compartilhe:

Paz e Bem!

Celebramos hoje o Dia da Bíblia, dia em que voltamos nosso coração, para mais intensamente, ouvirmos o que Deus nos fala… Que a Palavra de Deus abra os nossos olhos e nossos ouvidos para encararmos a realidade que vivemos, colocando em prática o projeto do Senhor e ouvirmos o clamor daqueles que sofrem.

No Evangelho de Lucas 16, 19-31, neste 26º Domingo do Tempo Comum, vamos ouvir a Parábola do rico e do pobre Lázaro, que comporta um apelo à conversão, especialmente dirigido a quem está tão preocupado com os prazeres desta vida, a ponto de se tornar insensível às carências de seus semelhantes, os mais pobres.

É exigência de profunda transformação social! As palavras de Jesus, clamam por justiça e solidariedade, propõem a extinção dos abismos da indiferença, da discriminação, da intolerância, da desigualdade… Derrubar os muros que separam pessoas e povos, e criar povos que unam diferenças, desarmando os espíritos.

Diante dos bens materiais, o modo como administrar nossa vida [nossa missão], diante da morte, ninguém é mais do que ninguém, esta regra vale para todos.

O convite de Jesus no Evangelho é que possamos romper barreiras, abrir caminhos e nos aproximarmos dos pobres, dos necessitados, dos irmãos que mais sofrem. Deus é Deus no próximo, é Deus no irmão que mais sofre.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X