Festa de Nossa Senhora do Carmo

Compartilhe:

Paz e Bem!

Hoje, 16 de julho, a Igreja proclama a Festa Solene de Nossa Senhora do Carmo. A devoção a Nossa Senhora do Carmo está ligada ao Monte Carmelo, local onde o profeta Elias tinha muitas de suas visões.

No ano 93 depois de Cristo, monges construíram sobre o Carmo, abreviatura de Carmelo, uma capela em louvor à Virgem Maria. O local permaneceu ao longo dos tempos como residência e ponto de peregrinação de monges e religiosos.

No século XII, alguns eremitas franceses, dirigidos por São Bertoldo acabaram fundando a Ordem de Nossa Senhora do Carmo. Foi assim que surgiu a Ordem dos Carmelitas, que tem a Virgem do Carmo e o profeta Elias, como seus patronos.

A Ordem dos Carmelitas se expandiu para a Europa, inclusive na Inglaterra. Nesta época, a Ordem sofria muitas perseguições, internas e externas. Foi quando, Simão Stock, superior da Ordem, pediu a ajuda de Maria. A Virgem do Carmo, cercada de anjos, teria então aparecido à sua frente, dando seu apoio e entregando-lhe o Escapulário do Carmo, como símbolo de sua união com os monges, prometendo salvação e vida eterna à todos que o usassem. Era o dia 16 de julho de 1251 e a aparição se deu em Cambridge, na Inglaterra.

O grande crescimento da Ordem se deu graças à instituição do Escapulário de Nossa Senhora do Carmo, cujo uso se popularizou, em todo o mundo católico, pela fé e devoção à Maria Santíssima que conduz ao Cristo Jesus. O Papa Pio XII recomendou a devoção ao escapulário, símbolo da proteção da Mãe de Deus.

A festa e os Carmelitas

Como as outras Ordens religiosas, também os carmelitas inseriram na fórmula da sua Profissão Religiosa o nome de Maria, de modo que prometiam obediência a Deus e à Beata Virgem do Monte Carmelo. Tal fórmula a encontramos já prescrita nas primeiras constituições que a Ordem se deu em 1281.

O Capítulo Geral de 1294 decretou que se inserisse o nome de Maria no Confiteor, e em 1312, estabeleceu-se de se recitar o oficio de Nossa Senhora a cada Sábado do mês ou pelo menos cada semana; devia-se cantar a cada dia a Missa da Beata Virgem Maria, e no calendário carmelitano foi inserida a festa da Imaculada Conceição, título este que os Carmelitas defendem, no bojo das discussões teológicas a respeito. O capitulo Geral de 1324 prescreveu enfim a Salve Regina em todas as horas canônicas do ofício divino.

Em relação à festa de Nossa Senhora do Carmo, houve, durante os séculos XIII e XIV, intentos de se celebrar uma festa que fosse própria. Celebravam-se, sim, a partir de meados do século XIII, as festas da Purificação, Anunciação, Assunção e Natividade. Em 1312 introduziu-se a festa da Imaculada Conceição. Somente no final do século XIV aparece a Comemoração solene da Bem Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo. A primeira menção desta solenidade a temos em um calendário litúrgico próprio de 1386.

Da leitura dos textos litúrgicos da Commemoratio depreende-se que ela foi instituída para dar graças à Virgem pelos seus inumeráveis benefícios, principalmente por sua intervenção por ocasião da aprovação da Regra feita por Honório III. A festividade foi associada à memória da entrega do Escapulário até 1609, quando, a partir da Inglaterra, estendeu-se a toda a Ordem. Em 1624, a Espanha começa a celebrar esta festa. Benedito XIV estendeu a comemoração para toda a Igreja em 1726. No Brasil, a comemoração foi elevada ao grau de festa em 1990, pela Conferência Nacional dos Bispos, por indicação de D. Pedro Fedalto, arcebispo de Curitiba.

Reflexão

Um dos mais simples e queridos objetos da devoção mariana é o escapulário. Difundido entre os católicos de todo mundo, os escapulários são sinal do amor de Deus e de Maria pela humanidade. Como todo objeto de devoção, o valor não está nele mesmo, mas no sinal que ele representa: a presença de Deus entre os homens e mulheres de boa vontade. Que no dia de hoje Maria, Mãe do Carmo, derrame suas bênçãos sobre nós.

Oração

Senhora do Carmo, Rainha dos Anjos, refúgio e Advogada dos pecadores, com confiança eu me prostro diante de vós, suplicando-vos proteção. Agradeço-vos as inúmeras bênçãos que tenho recebido de vossa mercê e poderosa intercessão. Continuai a ser meu escudo nos perigos, minha guia na vida e minha consolação na hora da morte. Amém!

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts