Dom Lauro aos homens do terço: “somos embaixadores do amor de Deus”

Compartilhe:

Foto: Marcos Antoniazi

O município de Vila Velha, recebeu o histórico 11º Encontro Estadual do Terço dos Homens do Estado do Espírito Santo, um tradicional evento que marca o mês de dedicado à Nossa Senhora da Penha e sinaliza também a conclusão de mais um ciclo de homenagens para a rainha e padroeira do povo capixaba. O encontro reuniu caravanas de todas as paróquias dos 78 municípios estado, além de tercistas do norte do Rio de Janeiro, do sul da Bahia, do leste mineiro e até de Brasília.

O encontro foi organizado pela coordenação estadual do movimento que é um dos maiores do Regional Leste 3 da CNBB. São homens que representam as 3 dioceses (Cachoeiro, Colatina e São Mateus) e a Arquidiocese de Vitória. Todas as etapas, desde as reuniões preparatórias, a divulgação, o encontro e depois a avaliação, tudo é realizado por uma equipe grande de coordenadores.

Há 11 anos, o Convento da Penha acolhe milhares de devotos no encontro de homens que meditam os mistérios da redenção. Ocasião de celebrar também o Dia Estadual do Terço dos Homens, através da Lei 11.626, de 26 de maio de 2022. O encontro deste ano aconteceu no dia 25 de maio, e o tema e lema estão em consonância com a Romaria Nacional realizada em fevereiro no Santuário de Aparecida. Tema: “Terço dos Homens: celebrar a Palavra de Deus na Casa da Mãe” e o lema “Tua Palavra é luz do meu caminho” (Salmos 119)

O início da romaria estadual se deu por volta das oito e meia da manhã, com a bênção de envio conduzida pelo Frei Jorge Lázaro e a entrega da guarda provisória da Imagem da Virgem da Penha aos homens do terço. Em seguida, se formou uma pequena procissão saindo do portão principal do Convento em direção à Igrejinha de Nossa Senhora do Rosário, a mais antiga em funcionamento no Brasil. Com a presença da Mãe Peregrina, foi realizada a Adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida pelo Padre André Yanes, religioso do Instituto do Verbo Encarnado (IVE) e filho do tercista Sr. Yanes, da Paróquia São Francisco de Assis, de Itapoã.

Padre André, diante do Santíssimo Sacramento exposto no Altar, rezou pelos atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul, pelos que sofrem e pelos tercistas. Ele também refletiu sobre a dedicação dos homens ao sacramento da Eucaristia. E parafraseou São Francisco de Sales: “Como recebemos Jesus? Quanto tempo dedicamos a Jesus na Eucaristia? Em cada Santa Missa, ao comungarmos, ao ser visitados pelo Divino Redentor, dedicamos apenas uma Ave Maria, um Pai Nosso? Somente pedimos e pedimos? O que fazemos em cada comunhão? Cem mil vezes ao dia, deveríamos visitar Jesus no Santíssimo Sacramento. Quando estamos doentes, não perdemos tempo para os médicos, nos preocupamos com os remédios… E onde está nossa preocupação com o Deus que está sozinho no sacrário, sozinho na Eucaristia”.

O Padre também convidou os homens a renovarem a fé em Cristo através da Santa Eucaristia. “Meu Senhor e Redentor, no dia de hoje, quero renovar meu amor a Vós, minha fé em Vós presente na Eucaristia. Ajudai-me a amar-vos cada vez mais, a honrar-vos cada vez mais, a fazer válido e não vã vossa presença na Eucaristia. O Senhor está aqui por mim, fazei-me estar aqui sempre por vós” e logo depois das orações conclusivas, o jovem sacerdote abençoou os fiéis com Jesus Eucarístico no ostensório, momento que deixou todos repletos de emoção.

Ainda pela manhã, sob a tenda montada pela Prefeitura de Vila Velha, no Sítio Histórico da Prainha, no novo Parque das Famílias, as caravanas foram se concentrando para acolher a Imagem da Virgem Santa. Enquanto muitos almoçavam, outros se refrescavam já que a temperatura chegou aos 32ºc. A animação foi feita pelo grupo de canto da Paróquia São Pedro Apóstolo, do bairro São Pedro, Vitória. O tercista e coordenador municipal do Terço dos Homens da Capital, Gustavo Oliveira, entoou músicas e hinos de acolhida para recepcionar os romeiros.

No mesmo espaço, foram montadas barraquinhas com duas lojas de artigos religiosos; e de venda de água, terços, ação solidária, além do cadastramento de grupos do terço que foram anunciados. Também aconteceu o esperado sorteio da pequena Imagem Peregrina, que a cada ano percorre uma paróquia do Estado. A Mãe Peregrina estava na paróquia Virgem Maria de Itacibá, Cariacica e a ganhadora do sorteio foi a paróquia Imaculado Coração de Maria, do bairro São Silvano, município de Colatina, região noroeste do Espírito Santo.

A Imagem de Nossa Senhora da Penha foi levada até o parque pelo prefeito de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, que é católico e devoto de Nossa Senhora da Penha. “Estamos muito felizes pela oportunidade, de todos os anos, recebermos o encontro estadual do terço dos homens, reunindo aos pés de Nossa Senhora da Penha, no Parque das Famílias agora totalmente requalificado, acolhedor, espaço na sombra, lugar que acolhe melhor aqueles que vem e participam do terço, que agora vão subir para agradecer, pedir, rezar a Nossa Senhora, nossa mãe, afinal, aqui é a morada de Nossa Senhora da Penha. Eu devoto desde muito novo, minha família toda é devota e eu vinha muito com minha mãe ao Convento da Penha, depois passei a vim junto com minha família e tudo que eu peço, ela me atende”, disse Arnaldinho.

Calendário de eventos de Vila Velha

Por causa da proximidade do evento católico com a festa de aniversário de Vila Velha, a gestão municipal decidiu que o encontro anual do terço faz parte do calendário oficial de eventos da cidade, o que contribui com a utilização dos espaços públicos, com a logística dos transportes rodoviários, com a programação cultural e gastronômica e principalmente com a ação da prefeitura no efetivo da segurança para realização do encontro.

De acordo com a coordenação, este ano o encontro teve recorde de público, totalizando 120 ônibus e vans, e cerca de 5 mil homens. A assistência médica contou com a MedSênior. A parceira do evento disponibilizou uma ambulância com equipe desde a concentração na Prainha até o término no Campinho. Já o comércio da região também teve expressivo aumento de vendas.

Além do prefeito, outras autoridades políticas também participaram, como o vereador de Vila Velha Renzo Mendes, o deputado estadual João Coser e o deputado federal Evair de Melo.

Subida ao Convento

Antes da saída, Frei Jorge Lázaro e Frei Vinícius Betim saudaram os fiéis na Prainha. “A sociedade é reflexo da família. O que somos na família, somos na sociedade, por isso, compete a cada um de nós, pais, irmãos que colaboram para que esta sociedade seja mais justa, mais solidária, mais humana, precisamos estar unidos na fé, junto com Nossa Senhora que intercede a Deus Pai por todos nós. Hoje, dia de alegria, de graça. Que seja um dia frutuoso, de paz, de bênção para todos. Que o Convento da Penha, que está no alto, possa proteger todos que participam desde encontro”, saudou Frei Jorge.

Pontualmente, a uma hora da tarde começou a procissão de subida ao Convento. Atrás da Imagem da Virgem da Penha se formou um mar de homens. Eles foram cantando, rezando e louvando a grandeza de Deus, através do carinho materno de Maria Santíssima. A caminhada durou 45 minutos e a Imagem ficou envolta pelo terço gigante que sempre é carregado pelos devotos. “Pelo caminho, deixemos apenas nossa devoção e façamos ressoar o eco do nosso amor à Virgem das Alegrias!”, conclamou um dos membros da coordenação estadual, ao pedir que os participantes não descartassem lixo na mata do Convento.

“O Encontro Estadual do Terço dos Homens é ocasião de nos encontrarmos com Nossa Senhora da Penha, isso é uma bênção na nossa vida, é uma graça. Como devotos, devemos sempre recorrer ao carinho da Mãe, recorrer à proteção de Nossa Senhora”, foi assim que o Padre Alessandro Chagas acolheu os homens no Campinho do Convento. O pároco da paróquia Bom Pastor, Serra, é o novo diretor espiritual do Terço dos Homens na Arquidiocese de Vitória e este foi seu primeiro encontro na nova missão.

Padre Alessandro conduziu a reza do Santo Terço Solene, ponto alto do encontro. Ele anunciou os mistérios da alegria, ou seja, os mistérios gozosos e concelebrou a Santa Missa. Nos intervalos dos mistérios, o “Coral de Homens” da Arquidiocese cantou o hino oficial, composto pelo Padre Antônio Maria. Os primeiros quatro mistérios do Terço foram meditados pelos homens das Dioceses e Arquidiocese de Vitória. Já o último mistério foi rezado pelos homens de outras dioceses dos estados que também participaram.

Santa Missa

A Santa Missa foi presidida pelo Bispo da Diocese de Colatina-ES, Dom Lauro Sérgio Versiani Barbosa e concelebrada por padres da Grande Vitória. A Liturgia Dominical recordou o mistério trinitário, ou seja, tudo provém do Pai, passa pelo Filho e se completa no Espírito Santo. Não se trata de três deuses, mas é um único Deus em três pessoas.

Ao iniciar a Eucaristia Solene, Dom Lauro saudou os fiéis que participavam da celebração aos pés de Nossa Senhora da Penha, aquela que caminha com seu povo. Durante a reflexão, o bispo ressaltou que estar no Convento da Penha é reconhecer que a Maria nos faz compreender o amor de Deus. “Subimos ao monte para que, na companhia da Virgem Maria, aqui invocada como Senhora da Penha, pudéssemos hoje contemplar, meditar o mistério da Santíssima Trindade. Maria é ícone, é imagem do mistério. Ela é a filha predileta do Pai, ela é a Mãe do Filho de Deus, que se fez um de nós, o nosso Redentor. Ela é o sacrário do Espírito Santo, obra prima da criação, totalmente preparada para o mistério da nossa redenção. Inserida no mistério de Cristo e da igreja, hoje na companhia de Maria, nós queremos contemplar o Deus amor. Hoje é a festa do ‘Deus Amor’, porque nós cremos em um só Deus o Pai, do filho que nos deu o Espírito”, destacou.

Sobre a liturgia dominical, Dom Lauro explicou o mandamento de Jesus que envia os seus amigos para o discipulado. “No evangelho, o Cristo Ressuscitado e vitorioso se manifesta aos discípulos e faz suas últimas recomendações. É um momento solene, é no monte – assim como nós estamos aqui no monte em peregrinação do 11º Encontro Estadual do Terço dos Homens, subimos na companhia de Maria, rezamos o terço, contemplamos os mistérios da vida do Cristo, para que? Para que nós possamos participar da missão do Cristo e do Espírito. Uma recomendação é fundamental para nós. O Cristo nos manda para missão, Ele nos envia a missão. Ninguém pode subir à Penha e rezar, verdadeiramente ouvir a Palavra e não se comprometer com o Reino de Deus, com a missão. Essa mesma missão de Jesus e do Espírito Santo e de ‘fazer discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo’. É o único Deus em três pessoas, o único Deus ensinando todos os povos. Nesta solenidade da Santíssima Trindade, somos chamados com Maria, a nos alegrar com este Deus vitorioso, amoroso, que se revelou a nós como Pai, Filho e Espírito Santo”.

Em seguida, o bispo de Colatina pediu um compromisso aos homens: “nós somos embaixadores do amor de Deus. Nada de divisão! Nada de inimizade! Nada de polarização! Nada de intolerância! Nada de injustiça! Nada de egoísmo, mas comunhão, para ter perdão, para alegria.Nós não podemos perder a esperança, precisamos de comunhão, fraternidade, perdão, paz, alegria. Portanto, o verdadeiro devoto de Nossa Senhora é um embaixador do amor misericordioso de Deus para com todos. Maria é aquela que tem compaixão no segmento do Cristo e as suas manifestações na história sempre foram manifestações com paciência, solidariedade de ajudar as pessoas a se levantar, a entrarem num processo de conversão, de mudança de vida… Que ela interceda por nós”, disse Dom Lauro.

Frei Djalmo Fuck, Guardião do Convento, celebrou com alegria a presença de tantos devotos na Casa da Mãe. “Esta celebração, este encontro, de alguma forma também quer ser uma expressão de tudo aquilo que nós vivemos ao longo deste ano, na Festa da Penha e agora estamos encerrando neste mês de maio, com esta romaria ao Convento da Penha. Que vocês levem muita alegria para suas famílias, para suas comunidades. Para nós é uma alegria muito grande receber vocês todos e nos exercitarmos na oração tão importante que é o santo terço”, agradeceu o Guardião da Penha.

Por fim, o encontro foi encerrado com o agradecimento do coordenador estadual do Terço dos Homens e secretário geral do movimento na CNBB, Glayson Lozer. “Pela realização desse 11º Encontro do Terço dos Homens do Regional Leste 3 da CNBB, é o momento de agradecermos a Deus em primeiro lugar, nessa celebração da Santíssima Trindade e a todos que participaram deste evento. É inegável que os homens do terço vêm contribuindo para a construção de uma identidade católica através da religiosidade em suas respectivas comunidades, paróquias e dioceses. Esse simples, mas ao mesmo tempo, grandioso movimento dos homens, é capaz de levar milhares de homens, de diferentes lugares, histórias de vida, a se unirem semanalmente em suas comunidades ou paróquias, tem um grandioso encontro como que acabamos de realizar aqui. É inegável também, que o movimento permite que aos homens, o encontro com a fé e com a devoção, que fortalece os laços de pertença com a cultura, a qual fazemos parte, recriando nossas identidades, resignificadas pela experiência religiosa. Também é inegável que o movimento do terço dos homens, atrai cada vez mais homens, estreitando assim a sua relação com Deus, onde a ação e oração caminham lado a lado, fortalecendo também as famílias, sinal de Deus na vida da sociedade. O movimento do terço dos homens, através da devoção mariana, vem levando os homens ao encontro de Deus para fazer a Sua vontade. Lembrando que a missão dos homens do terço é e sempre será a de trazer aqueles homens afastados da igreja, para uma vida de oração através do Rosário, para serem novas criaturas em Deus”, concluiu Glayson.

Veja abaixo a galeria de fotos com os melhores momentos do 11º Encontro Estadual do Terço dos Homens-ES.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

X