Formação Notícias

“Dever de casa”: Ler o capítulo 7 dos Atos dos Apóstolos

Compartilhe esta notícia:

Paz e Bem!

Quem acompanhou a transmissão da Missa das 15h ontem (27/04), recebeu do Frei Paulo Roberto uma tarefa, um “dever de casa”.

O Guardião do Convento, iniciou a homilia explicando sobre a vida de Santo Estêvão. “Nós escutamos o final do capítulo 6º dos Atos dos Apóstolos onde Estêvão é levado ao juízo, ao Sinédrio mais uma vez, vai justificar sua pregação. Amanhã (28/04) vamos ler seu julgamento, a partir do capítulo 7. Então, o capítulo 7º vai ficar como ‘dever de casa'”, propôs o Frei. Ele ainda completou: “neste tempo é oportuno que a gente saboreie a Palavra de Deus”.

No trecho de Atos dos Apóstolos da Liturgia de ontem (At 6,8-15), Estêvão vai justificar a sua pregação pois está sendo acusado injustamente. “Ele vai dizer, ‘olha vocês não estão entendendo nada, tem cabeça dura, tem coração duro, estão fechados… Porque se tivessem coração generoso e entendimento, o Espírito do Senhor os conduziria à plena compreensão que Jesus Cristo, de fato, é aquele que deveria vir e veio para a salvação de todos.

A tarefa dada por Frei Paulo não parou por aí. Ele ainda propôs outro desafio. “Ainda um desafio grande de viver este tempo, não só como um tempo da pandemia, mas o Tempo da Páscoa. Começamos a pandemia na Quaresma que era tempo de recolhimento, agora estamos no tempo da Ressurreição. É a Ressurreição de Jesus Cristo, a vitória de Jesus sobre a morte que deve nos estimular a ter diante dos nossos olhos, a vitória de Jesus Cristo que é também a vitória daqueles que Nele creem”, enfatizou.


O “dever de casa”

Leitura dos Atos dos Apóstolos – (At 7,51-8,1a)

Naqueles dias, Estêvão disse ao povo, aos anciãos e aos doutores da lei: “Homens de cabeça dura, insensíveis e incircuncisos de coração e ouvido! Vós sempre resististes ao Espírito Santo e como vossos pais agiram, assim fazeis vós! A qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram aqueles que anunciavam a vinda do Justo, do qual, agora, vós vos tornastes traidores e assassinos. Vós recebestes a Lei, por meio de anjos, e não a observastes!”

Ao ouvir essas palavras, eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estêvão. Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus, de pé, à direita de Deus. E disse: “Estou vendo o céu aberto, e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus”.

Mas eles, dando grandes gritos e, tapando os ouvidos, avançaram todos juntos contra Estêvão; arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés de um jovem, chamado Saulo. Enquanto o apedrejavam, Estêvão clamou dizendo: “Senhor Jesus, acolhe o meu espírito”. Dobrando os joelhos, gritou com voz forte: “Senhor, não os condenes por este pecado”. E, ao dizer isto, morreu. Saulo era um dos que aprovavam a execução de Estêvão.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Eventos

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹Maio 2020› » 

Saiba mais

Facebook

No upcoming event