Visita técnica aponta novidades para a Prainha na Festa da Penha 2020

Compartilhe:

Paz e Bem!

Representantes de secretarias da Prefeitura de Vila Velha realizaram no fim da manhã de hoje (04/03) uma visita técnica ao Parque da Prainha. Além da comissão municipal, o Guardião do Convento, Frei Paulo Roberto e o arquiteto responsável pelo projeto também estiveram presentes para avaliar a distribuição dos módulos de segurança, atendimento de saúde, sanitários e o posicionamento do palco principal para a Festa da Penha 2020.

A edição histórica de 450 anos da festa da Padroeira do Espírito Santo contará com muitas novidades nos eventos realizados na Prainha. Um palco maior posicionado ao lado campo de futebol e mais próximo do mar, vai possibilitar mais conforto e comodidade além de melhorar a visão. Essa é apenas uma novidade. Além disso, as estruturas de alimentação e da feira de artesanato vão ganhar um ambiente mais amplo, moderno e de fácil acesso. O posicionamento será em frente à Companhia da Polícia Militar.

Pensando na mobilidade dos fiéis, a avaliação da comissão propôs a instalação de um corredor central a partir do palco. A ideia é viabilizar o acesso de agentes de saúde para atendimento médico, assim, o corredor funcionará também como rota de emergência. Na prática, modalidade da montagem das estruturas vai facilitar a distribuição de socorristas e agentes de apoio.

A primeira preocupação apresentada foi a necessidade de ampliação do posto médico. Ambulâncias vão estar a disposição dos fiéis. “A Secretaria Municipal de Saúde de Vila Velha vai manter a mesma qualidade do ano passado e vamos ampliar em cinco metros a estrutura, com mais profissionais trabalhando para garantir uma festa tranquila para os romeiros. Por meio dos corredores de segurança, podemos deslocar uma ocorrência com mais facilidade até o posto de atendimento”, afirma Rafael Silva de Aquino, da coordenação de eventos da Secretaria de Saúde.

As cabines sanitárias serão reposicionadas e devem ser montadas na lateral do 38º Batalhão de Infantaria do Exército. A área atrás do palco será utilizada pelos Ministros da Sagrada Comunhão, voluntários e organizadores.

O arquiteto Paulo Henrique Prucoli explica que não basta pensar tecnicamente, é preciso analisar também pelo ponto de vista do romeiro. “A nossa expectativa dentro do nosso planejamento é de melhorar a qualidade e o conforto do povo que está chegando para a Festa, já que é um número que cresce muito. Precisamos pensar em cada detalhe de segurança, atendimento, conforto, mobilidade, novas rotas de emergência, posicionamentos e outras questões que vamos planejando junto com os bombeiros e a organização da Festa. Analisamos pela técnica e pela devoção, ao chegar na atual posição do palco e das outras estruturas, chegamos a conclusão que ganhamos mais espaço, mais conforto, mais segurança”, disse.

Outra dificuldade levantada pelas secretarias é a atuação ilegal de vendedores ambulantes. Segundo Edmar Júnior, da coordenação de posturas de Vila Velha, uma equipe com setenta agentes (entre fiscais e funcionários) vai atuar em vários pontos ao longo da Prainha para coibir a entrada de ambulantes. “Faremos a fiscalização para filtrar o acesso de vendedores ambulantes e aqueles que têm autorização para comercializar produtos na área de alimentação, só podem descarregar os materiais / alimentos e retirar os veículos”, conclui.

Frei Paulo fez alguns apontamentos destacando a necessidade do planejamento conjunto com as instituições que organizam a festa, além de apresentar as demandas do ponto de vista litúrgico-celebrativo.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

X