Romaria dos Adolescentes | Alegria do reencontro da mais jovem romaria

Compartilhe:

Paz e Bem!

A Romaria mais jovem da Festa da Penha, é a mais animada, a mais alegre, a mais jovem e diria também a mais desafiante, isso porque ela acontece no sábado antes do Domingo da Divina Misericórdia, num sol pocando, naquele calor danado, mas naquele clima de fé e amor. Aliás, essa é a romaria mais nova da festa, tem apenas 5 anos de existência e já faz assim: arrasta uma montão de gente.

Antes só participavam os grupos de jovens, os meninos e meninas dos encontros de adolescentes com Cristo, grupos de perseverança e outros encontros que envolviam a garotada. Agora, além desses adolescentes todos, os coroinhas e cerimoniários de toda a Arquidiocese, também participam da Romaria dos Adolescentes e dos Jovens dentro da programação da festa de Nossa Senhora da Penha, a Mãezinha de todos e todas.

Os jovens romeiros se concentram no Parque da Prainha e saem com a Imagem de Nossa Senhora da Penha até o Convento. Eles fazem bastante barulho, animando do início ao fim. Assim que chegaram ao Campinho, ainda participaram da Missa que foi presidida pelo Padre Ruan Coutinho, da Paróquia São Pedro, de Muquiçaba, Guarapari. Uma sacerdote, jovem. É, assim ele dá seu próprio testemunho pedindo a Mãe da Penha que, assim como ele, “mais sacerdotes, ó Mãe envia”.

Na homilia, Padre Ruan destacou a alegria, uma marca tão presente na vida dos jovens. “Não existe um santo na história da Igreja que não experimentou a alegria do coração. E aí nós precisamos fazer uma diferenciação importante aqui. Que alegria que nós estamos falando?”, perguntou.

“Vou falar de duas formas, vocês vão ver qual é a mais adequada: Nós temos a alegria frisante. Quando você abre aquele refrigerante e depois vem aquela espuma. Só que depois que começa passar o tempo, quem aguenta tomar refrigerante quente? Eu te apresento um copo d’água geladinho. Deixa o tempo passar, não faz barulho, ele está ali. E você pode beber depois. Essas as diferenças das duas alegrias: uma é barulhenta, faz espuma, mas daqui a pouco acaba. A outra é silenciosa como a água e vai nutrindo. Jesus disse que quem tem sede vem a mim e beba. E essa água, que é o próprio Jesus, sacia a sede da nossa alma”, ensinou.

Com informações de Moacir Beggo e Cristian Oliveira

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

X