Quer que a vida volte ao normal? Cuide!

Compartilhe:

Paz e Bem.

O Guardião do Convento da Penha, Frei Paulo Roberto Pereira, após a Missa das 15h desta terça-feira (25), falou aos fiéis sobre a situação da pandemia que tem se estendido bastante. Segundo ele é necessário cuidar de si mesmo e do outro, como cristãos de verdade, o compromisso do cuidado é o amor, o serviço.

Ao analisar uma manchete publicada no Jornal “A Tribuna”, Frei Paulo refletiu algumas atitudes de pessoas que não se preocupam com a cultura do cuidado. O comportamento de muitos acaba desanimando aqueles que estão fazendo de tudo para que essa doença acabe logo, prova disso é que diversas pessoas fazem o uso da máscara, o isolamento social solidário (saindo apenas quando há realmente necessidade) e principalmente praticando o respeito pela vida.

Enquanto a manchete destaca “Bares lotam no final de semana”. Sem respeitar as regras de isolamento social, multidão se reuniu na tradicional região da Praia do Canto”, o Guardião afirma, literalmente, que devemos passar a página e descobriremos que há pessoas que estão, de fato, levando a sério a batalha contra a covid. “Nova legião de voluntários”. A crise provocada pela pandemia, estimulou o surgimento de grupos e projetos sociais que levam apoio à famílias carentes”, ou seja, numa página, motivos para desanimarmos; noutra página, motivos para ficarmos felizes. Muitas pessoas levando a sério, muitas pessoas se cuidando e o mais importante ainda: muitas pessoas cuidando do outro.

Quer que a vida volte ao normal? Nosso normal é o amor e o cuidado!

Enquanto cristãos, não podemos desanimar de fazer o bem. Se você quer que a vida volta ao normal, o normal do cristão é amar, é cuidar, é servir, é respeitar… Desta forma, podemos viver as lições da pandemia com mais empenho, com mais vigor, com muito mais fraternidade. Se todos nós continuarmos colaborando, isso logo vai passar.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X