Noite de bênçãos | Ciclistas pedem proteção no primeiro Pedal Paz e Bem de 2022

Compartilhe:

Foto: Fabrício do Drone

Paz e Bem!

Uma noite memorável, com direito a uma verdadeira chuva de bênçãos, música, pedaladas e o visual mais encantador que os olhos dos capixabas já viram. Descrevendo assim a gente até imagina que se trata de de um pedal, mas não é um simples pedal, é “O Pedal Paz e Bem” que em sua primeira edição de 2022, já encheu o coração de centenas de pessoas de uma alegria vibrante. O Convento da Penha recebeu 525 ciclistas abrindo os trabalhos dos pedaleiros que amam subir ao Santuário mariano mais importante do Espírito Santo.

Há três anos (exceto no tempo da pandemia), um grupo de ciclistas se reúne mensalmente para realizar a subida de bike ao Campinho do Convento da Penha. Praticando atividade física, exercitando a fé e contemplando a maravilhosa vista do alto do Convento a noite, centenas de ciclistas pedalam com segurança, conforto e de forma organizada. A subida segura é realizada com iluminação e monitoramento. As pessoas fotografam, contemplam, deslumbram e se encantam com a saúde associada à fé.

Com a pandemia as atividades foram suspensas, no entanto, como as condições sanitárias permitiram, os freis do Convento e a organização do pedal conseguiram viabilizar a noite dos “reencontros” em dezembro do ano passado. A edição do pedal realizada ontem (11/01) foi a primeira atividade noturna do ano no Convento da Penha. E certamente uma coisa está associada a outra… Subir ao Convento da Penha exercita a saúde da alma e do corpo, renova a esperança, acalma, alenta. Ou seja, pedalar já é bom, pedalar no Convento a noite é melhor ainda.

O destaque do Pedal é a crescente participação das famílias. O encontro, que sempre acontece na segunda terça-feira do mês, tem reunido cada vez mais famílias que sobem em número expressivo. Adultos, crianças, jovens, homens e mulheres, não há distinção, o que se vê é uma turma que é apaixonada pela magrela, a bike!

Os mais de quinhentos ciclistas que subiram ao Convento foram recebidos pelos Freis Paulo César e Pedro Engel. Eles rezaram, deixaram mensagem aos ciclistas, cantaram e por fim abençoaram a todos, derramando uma “chuva de bênçãos” com a água benta sobre as bikes. “Essa disposição de subir até o Campinho pedalando, essa força, vocês devem levar para a vida em tudo que vocês fizerem. É preciso preservar a saúde, fazer exercício, esse negócio de ficar enferrujado em casa não dá não. Os músculos vão ficando adormecidos, aí na hora que vai ficar fazer uma pedalada, as pernas ficam doendo e fica tudo doendo no outro dia, por isso que é importante ter uma regularidade e fazer atividade física, pedalar. Quando vocês saírem para pedalar, lembre-se de pedir à Nossa Senhora da Penha, a proteção dela para que possam ir e voltar tranquilamente”, comentou Frei Pedro Engel.

Frei Paulo César parabenizou os ciclistas que valorizam o esporte, a atividade física como uma maneira de cuidar da saúde do corpo e da alma. “Parabéns pelo esforço, pela dedicação, é bonito de ver. Vocês, ao valorizarem a saúde, o esporte, conseguem refrescar a mente… Corpo sadio, mente sadia. Assim vamos ser pessoas melhores, bem relacionadas, de bem com a vida. Parabéns pelo exercício, isso é muito bom”, disse o frade.

Um dos organizadores responsáveis pelo Pedal, Paulo Piontkowiski, disse que embora a violência seja grande, sobretudo falta de segurança para os ciclistas, estar no Convento é motivo de muita gratidão e prece. “Estamos vendo pessoas acometidas com muitos assaltos, roubos de bicletas [por mais que tenhamos seguro das bikes, mas machuca muito a gente] por isso, nada melhor do que estar na Casa de Nossa Mãe para pedir a bênção e a proteção para nossas bicicletas, para nossas famílias e para nossos amigos ciclistas. Vamos receber a bênção de Deus pelos nossos freis para as nossas bicicletas, pedindo a proteção”, comentou Paulo.

Após a oração e bênção, os ciclistas foram agraciados com a aspersão de água benta. Formando um corredor passando pela frente do palanque e indo em direção ao Santuário, como uma maneira de, após receber a bênção, olhar para o alto, contemplar a beleza da materna proteção de Deus e agradecer por mais um ano.

Confira alguns registros fotográficos abaixo:

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X