Jesus volta a reunir 12 novos discípulos em 2023

Compartilhe:

No conhecido “ano vocacional” da Igreja no Brasil e da nossa Província, um passo concreto de doze jovens inicia o período formativo do Aspirantado em Ituporanga. Se trata dos novos aspirantes que, ao longo deste ano, farão este discernimento vocacional a fim de assumirem e assimilarem cada vez mais para si o modo franciscano de viver. São eles 12, assim como os primeiros discípulos de Jesus e de Francisco, que agora somam-se aos irmãos da nossa Ordem.

Oriundos de nossas Fraternidades nos cinco Estados da Província, portam características culturais bastante variadas, enriquecendo assim a experiência da convivência fraterna e intercâmbio cultural. As idades também são um fator interessante. Alguns irmãos já são um pouco mais experientes, mais abertos para assumir um novo modo de vida. Outros relatam ser a primeira vez que saem do Estado onde nasceram, ávidos para um começo.

Fato é que esses irmãos, depois acompanhados em nossas Fraternidades, mergulharão profundamente no nosso modo de vida. São aqueles que vêm para junto conosco fazerem um itinerário de busca de se conformar com o Senhor, respondendo ao chamado que sentem eu seu coração.

Desde o último final de semana (05-06/02), eles já se encaminhavam para o Aspirantado. Durante a primeira semana realizaram as atividades de integração e organização da casa. No último domingo (12/02) deram mais um passo desse início sendo apresentados à comunidade que costuma participar nas missas do Seminário aos domingos.

E não pense o leitor que tal passo dado por esses jovens foi fácil. Partilharam a insegurança, o medo, a saudade que circundou os seus corações nos últimos dias. Esses mesmos sentimentos devem ter aparecido no coração dos doze primeiros. Mas assim como eles, se lançaram na resposta ao chamado do Senhor, buscando entender que para assumir algumas realidades é preciso abrir mão de outras, numa certeza entre escolha/consequência que faz parte da vida.

Mas esses sentimentos todos, aos poucos, se esvaem, pois ganha lugar a experiência fraterna, a percepção do outro como dom e como limite e o modo como cada um deles mesmo também é dom e limite. Além disso, a imersão no nosso carisma, o contato com os textos franciscanos e formativos, a rotina de trabalhos e atividades apostólicas cunham um novo modo de vida que se lança para novas experiências. Que Deus conceda a esses irmãos o reto discernimento. Aos confrades que os acompanharão nesta caminhada, desejamos sabedoria e entusiasmo!


Frei Gabriel Dellandrea

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X