Homenagens a Frei Moiséis: “A lembrança dele vai estar sempre presente em nosso coração”

Compartilhe:

Paz e Bem!

Dom Frei Luiz Flávio Cappio, bispo franciscano da Diocese da Barra (BA), falou do falecimento de Frei Moiséis Beserra de Lima e informou que seu corpo será sepultado hoje na Capela da Diocese. Segundo D. Luiz, desde que apareceu a Covid-19, Frei Moiséis estava “muito triste, muito pra baixo”. “Nós procurávamos sempre nos comunicar com ele (Pe. Antônio e o pessoal de Cocal também), mas ele estava muito deprimido. Semana passada quando eu estive aqui, e conversei com ele por duas vezes, percebi como ele estava com muito medo. Isso tudo o afetou, mesmo que nós, os mais próximos, nos comunicássemos sempre com ele. Eu acredito que essa tristeza concorreu para que ele viesse a falecer”, avaliou D. Cappio.

“Nós temos um carinho imenso por Frei Moiséis. A Diocese é muito agradecida a ele por tudo o que fez ao povo de Deus nas várias Paróquias por onde ele passou. Nós só temos que agradecer a Deus pela passagem de Frei Moiséis entre nós. E a lembrança dele vai estar sempre presente em nosso coração. O seu legado é muito grande para nossa Diocese da Barra. Que o Senhor dê a ele o descanso, a luz e a paz!”, desejou o bispo e seu confrade.

O Ministro Provincial da Província da Imaculada Conceição, Frei César Külkamp, escreveu a D.Cappio: “Caro irmão, Dom Frei Luiz Flávio, muito obrigado por sua comunicação e por suas palavras de agradecimento a Deus pelo dom da vida de nosso irmão, Frei Moiséis! Tenho recebido também muitas manifestações de carinho e reconhecimento por sua vida e por sua missão! Hoje, no fim da tarde, celebramos a Eucaristia em ação de graças pela vida de Frei Moiséis. Amanhã estaremos em unidade com vocês, como também na próxima quarta-feira, nas celebrações em devolvemos a Deus o dom que ele nos deu e deu à sua Igreja. Receba a nossa solidariedade e comunhão de sentimentos neste momento! Ao senhor a nossa gratidão pela acolhida fraterna do Frei Moiséis nestes últimos 20 anos e por todo o cuidado e atenção neste momento tão difícil! Deus abençoe sua vida, seu ministério e abençoe o querido povo de sua Diocese, a quem o Frei Moisés escolheu servir nestes anos!”

O atual Guardião do Convento, Frei Paulo Roberto Pereira, disse que recebeu com imenso pesar a notícia do falecimento do confrade. “Na tarde de ontem recebemos com imenso pesar o comunicado do falecimento de um confrade, o Frei Moiséis Beserra de Lima, que durante dois anos foi Guardião da Fraternidade do Convento da Penha. Nós nos solidarizamos com a família do frade e rogamos à materna intercessão da Virgem da Penha, de quem ele era filho devoto, por seu descanso eterno. Também temos a certeza que ele deixou um legado importante para a missão franciscana a partir da Penha Sagrada”, disse o Frei Paulo Roberto.

“O DESERTO QUE VOCÊ VIVEU ERA FÉRTIL”

Frei Gabriel Dellandrea, que participou das Missões no sertão da Bahia, quando fez o Ano Missionário no Serviço de Animação Vocacional (SAV), deixou a seguinte mensagem no Facebook: “Aquele que chamava todo mundo de “Ô Criatura”, agora, encontra-se com o Criador. Obrigado, Frei Moisés. Não sei nem como agradecer por tudo o que você fez por mim e tantos outros. Você foi alguém que garantiu todo o necessário para eu viver muitos momentos inesquecíveis da minha vida no sertão da Bahia, junto a um povo maravilhoso que muito se faz presente nas minhas mais belas memórias. Eu esperava ter futuras memórias com esse grande missionário que você foi. Mas as memórias passadas já me motivam muito!

“Quantas gargalhadas, quantas histórias engraçadas, quantos gestos proféticos, quantas intuições de um verdadeiro missionário do Reino de Deus! … Cada dia era uma aventura com o jeito “Frei Moisés” de ser, sempre procurando garantir o melhor àqueles que ele tinha que pastorear. Pastor incansável, não sabia falar uma palavra em alemão, mas garantia patrocínio da Alemanha para as obras das comunidades, graças a Deus e ao Google Tradutor. Não deixava ninguém parado, pois era impossível dizer não a um homem tão disponível. Fazia de tudo para conscientizar e cuidar das nascentes de água para que o povo pudesse matar a sede e promovia a Igreja em saída para que o povo saciasse a sede de Deus. Quando chegava numa casa, logo já pedia algo (galinha, café, algo pra lanchar…), mas também dava o melhor de si para o seu povo.

Frei Moiséis, é impossível esquecer o quanto você fez pelos frades, pelos jovens de nossa Província que estiveram aí e pelo povo querido do sertão. Na minha vida, quando eu conheci essa terra árida, na verdade, sentia em meu coração uma chuva de testemunhos do Reino de Deus que você e seu povo me ofereceram. O deserto que você viveu era fértil! Quando eu e o Frei Marcos Schwengber estivemos na sua Paróquia, com tantos outros irmãos e irmãs, nos sentimos no céu. Um céu duro, trabalhoso, mas santificador, revigorador, inesquecível! A experiência de conviver com você foi muito marcante, e sem palavras para explicar. Apenas digo que nunca esquecerei! Depois voltamos com outros irmãos e irmãs que experimentavam esse céu também. Eu tenho certeza que agora você merece esse lugar, por tudo o que fez!”

Outra manifestação de carinho veio da Comunidade Santo André, na Bahia. “Em meio a uma terra que se chama sertão, viveu um homem simples e que chamava a atenção, pelo jeito simples que encarava as coisas…

– oi Comadre, oi Compadre!

– E as galinhas caipiras?

Seu jeito agradava a maioria de nós, paroquianos…. Foi alguém exemplar, que ensinou a partilhar e nos ensinou a sermos igreja missionária e solidária. Este ano já havia deixado nossos corações tristes por ter ido assumir outra paróquia, mas tínhamos que entender, pois não há padre melhor para ensinar a caminhar.

Muitos diziam “ah mas esse padre é anti-litúrgico”, e alguém prevenia, a liturgia que ele pratica, é como a de São Francisco: “Se necessário, use as palavras”.

Uma alegria contagiante!

Uma bondade maravilhosa!

Um servir impecável!

Uma santidade que viverá no Céu…

Descanse em Deus Frei Moisés!”

PREFEITURA DE BROTAS DE MACAÚBAS

O Prefeito do Município de Brotas de Macaúbas, Litercílio Júnior e toda sua equipe, veio a público manifestar o seu mais profundo pesar pelo falecimento do Frei Moiséis, ocorrido nesta manhã de 29 de julho de 2020.

Em razão do falecimento, a Prefeitura decretou Luto oficial por três dias no município de Brotas de Macaúbas, em sinal de pesar e respeito à memória de Frei Moiséis.

“A honradez de Frei Moisés e sua dedicação às causas da comunidade, torna-o integrante da história brotense; o falecimento de tão ilustre personalidade enche de dor e sensibilidade o povo de Brotas de Macaúbas. A perda deste grande homem de fé é lamentável, mas seus ensinamentos e exemplo ficarão guardados em nossa mente com uma enorme saudade. A ele toda a nossa homenagem, a nossa gratidão pelo serviço de amor ao próximo, nossos aplausos para esse grande amigo que hoje toma um outro rumo de sua história. Vá em paz, Frei Moisés!”.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts