Freis José Clemente, Fernando Inácio e Leonardo Steiner vão celebrar 50 anos de vida religiosa no próximo sábado

Compartilhe:

Paz e Bem.

No próximo sábado (21/01), o Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Frei José Clemente Müller, vai celebrar o seu jubileu áureo de vida religiosa franciscana. O frade ingressou no Noviciado de Rodeio, quando vestiu o hábito franciscano, no dia 20 de janeiro de 1972, fazendo a profissão temporária no dia 20 de janeiro de 1973; e neste final de semana, 50 anos depois, celebra a renovação de seus primeiros votos.

Neste mesmo período, outros frades da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, também celebrarão seu jubileu de ouro em suas paróquias. Em Vila Velha, no Santuário do Divino Espírito Santo, além da celebração pela longevidade da vida consagrada do Frei Clemente, serão acolhidos os freis Fernando Inácio Peixoto de Castro e o Cardeal Dom Leonardo Ulrich Steiner, Arcebispo de Manaus, Amazonas. Ambos também comemoram seus 50 anos de vida religiosa e o cardeal é quem irá presidir a Santa Missa.

Quem são os freis:

Frei José Clemente Müller, ofm

Frei José Clemente nasceu em 7 de março de 1952 em Albertina – Rio do Sul (SC). De acordo com ele, o ingresso dos irmãos no Seminário de Rodeio o despertou para a vocação religiosa quando ainda tinha 8 anos. Foi então, que em 1963 ingressou no Seminário de Rodeio, depois estudou no Seminário de Rio Negro (1965-1966) e no Seminário Santo Antônio de Agudos (1967-1971). Ingressou no Noviciado de Rodeio, quando vestiu o hábito franciscano, no dia 20 de janeiro de 1972, fazendo a profissão temporária no dia 20 de janeiro de 1973.

No dia 2 de agosto de 1976, Festa do Perdão de Assis, professou solenemente na Ordem dos Frades Menores. No dia 7 de julho de 1977 foi enviado à Jerusalém para fazer os estudos de Teologia Bíblica, retornando ao Brasil para ser ordenado sacerdote no dia 30 de junho de 1979.

Frei Fernando Inácio Peixoto de Castro, ofm

Frei Fernando Inácio Peixoto de Castro é natural de Delfinópolis, Minas Gerais, tendo nascido em 15 de novembro de 1950. Ingressou no noviciado no dia 20 de janeiro de 1972 e fez a primeira profissão em 20 de janeiro de 1973. Professou solenemente em 26 de julho de 1976. Foi ordenado presbítero no dia 29 de junho de 1977. Atualmente, reside no Convento São Francisco de Assis, Goiânia em Goiás.

Cardeal Dom Frei Leonardo Ulrich Steiner, ofm

Dom Leonardo Ulrich Steiner nasceu no dia 6 de novembro de 1950 em Forquilhinha (SC). Ingressou na Ordem dos Frades Menores (OFM) no dia 20 de janeiro de 1972, quando foi admitido no Noviciado desta Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil.

Cursou Filosofia e Teologia em Petrópolis (RJ), de 1973 a 1978, quando os dois cursos eram integrados. Foi ordenado padre pelas mãos do cardeal Paulo Evaristo Arns, seu primo, no dia 21 de janeiro de 1978, em sua cidade natal. Por sua formação pedagógica, assumiu trabalhos na área da educação, compondo os quadros de professores das suas casas de formação. De 1981 a 1982, concluiu o curso de Pedagogia, e de 1987 a 1994 tornou-se “mestre de noviços”. A partir de 1995, o Frei Ulrich se transferiu para o Pontifício Ateneu Antoniano, em Roma, onde fez mestrado e doutorado em Filosofia.

De 1999 a 2003 exerceu a função de secretário geral do Pontifício Ateneu Antoniano. De volta ao Brasil, Frei Ulrich foi nomeado vigário da paróquia do Senhor Bom Jesus, Curitiba (PR), onde também passou a lecionar na Faculdade de Filosofia São Boaventura.

Dom Leonardo Steiner foi nomeado bispo em 2 de fevereiro de 2005 pelo Papa João Paulo II para a Prelazia de São Félix do Araguaia (MG), sucedendo a Dom Pedro Casaldáliga. Foi ordenado bispo no dia 16 de abril do mesmo ano, em Blumenau (SC), pelo cardeal Paulo Evaristo Arns, adotando como lema episcopal “Verbum Caro Factum” que quer dizer “Verbo feito carne”.

De 2007 a 2011, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e vice-presidente do regional Oeste 2 da entidade, onde também foi bispo referencial para os presbíteros; para o Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e para os jovens.

No dia 10 de maio de 2011 foi eleito secretário-geral da CNBB, durante a 49ª Assembleia Geral. Em 21 de setembro daquele ano, o Papa Bento XVI o nomeou bispo auxiliar da arquidiocese de Brasília (DF).

Dom Leonardo foi eleito como membro delegado pela CNBB para participar como padre sinodal da 13ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, realizada em Roma de 7 a 28 de outubro de 2012, com o tema “A Nova Evangelização para a transmissão da fé cristã”.

No dia 20 de abril de 2015, foi reeleito secretário-geral da CNBB. Ao lado do cardeal Sergio da Rocha e de dom Murilo Krieger, dom Leonardo mobilizou toda a Igreja no Brasil para a reforma da sede nacional da CNBB, em Brasília. Seu mandato foi concluído no dia 10 de maio de 2019.


Gratidão: tudo é mistério!

Para celebrar o Jubileu de Ouro de Vida Religiosa de Frei José Clemente e seus confrades, a comunidade vai se reunir como comunidade paroquial no dia 21 de janeiro, sábado, às 17 horas no Santuário do Divino Espírito Santo para render ação de graças pela vocação assumida.

Com informações da Pascom da Paróquia do Rosário.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X