Frei Paulo: “Homem do terço é chamado a ser anjo na vida dos outros”

Compartilhe:

Paz e Bem!

É com muita satisfação que semanalmente a fraternidade franciscana da Penha abre as portas do Santuário da Mãe das Alegrias para acolher devotos, filhos e romeiros para o tradicional encontro dos homens que rezam o terço aos pés da Mãe. Toda terça tem terço. É um costume bem importante que já enche de esperança o coração de tantos tercistas espalhados pelo Brasil inteiro, todas as terças-feiras. Por meio das rede sociais, formamos comunhão, geramos fé e congregamos uma família, a família virtual do Terço dos Homens.

A condução do terço desta terça (29/09) ficou com os homens da Paróquia São José, Maruípe, Vitória com participação de centenas de pessoas de muitas cidades do país. “Durante este tempo da pandemia, vamos aprendendo a exercitarmo-nos na comunhão através da internet. O Terço dos Homens também descobriu este caminho, embora em muitos lugares as atividades estejam voltando, nós formamos o Grupo do Terço Virtual. Cada semana acolhemos homens do terço dos mais diferentes grupos e paróquias da nossa região”, afirmou Frei Paulo Roberto na acolhida aos tercistas.

A reflexão do Evangelho foi feita pelo coordenador paroquial do Terço dos Homens, Reginaldo Martins. “O Evangelho de hoje, livro de João também é chamado de “Livro dos Encontros e dos Sinais”, e nada mais é que um encontro de Natanael com Jesus. Natanael, homem de fé espiritual e verdadeira, se encontra com Jesus e a ele é manifestada a conversão. No final do Evangelho, Jesus fala a Natanael: vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem. Essa passagem também vamos encontrar no antigo testamento, no Livro de Gênesis, capítulo 28, versículo de 11 a 15, onde Jacó, em sonho, vê uma escada ligando o céu e a terra, por onde subiam e desciam anjos. Anjos que hoje celebramos: Miguel, Gabriel e Rafael, que nos protegem e nos ligam ao Pai. Pedimos a Deus que nos liberte do mal e faça morada em nossos corações, para que, como Natanael possamos ser espiritualmente convertidos”, refletiu.

Ao final da oração, Frei Paulo Roberto agradeceu a presença dos tercistas de Maruípe e lembrando a Festa dos Santos Arcanjos, disse que “os anjos são atitudes de Deus, o jeito de Deus se relacionar conosco. Deus nos salva, cuida de nós, Deus se manifesta a nós através do seus anjos. Os homens do terço também podem transformar-se em anjos, uns dos outros. Muitos poderão dizer que teve alguém, um anjo bom que apareceu na sua vida um dia e disse assim: ‘vem pra cá, vem fazer parte do terço dos homens, venha rezar conosco’. Que haja essa disposição entre todos os grupos. Ninguém que encontrou um tesouro – tesouro que é louvar a Deus, a Mãe de Deus, através da recitação diária do terço – deve guardar apenas para si mesmo. Ao sair e dividir, certamente vamos ser anjos na vida dos outros. Os homens do terço deverão ser anjos, cuidadores daqueles amigos, familiares, parentes, das pessoas da sua comunidade”, comentou.

Por fim, antes da Bênção, o Guardião falou sobre a devoção mariana a partir da Penha Sagrada. “Quem nasce aqui no Estado do Espírito Santo tem o privilégio de sempre ter o Convento como sua referência a devoção mariana. Por isso, o Convento se abre para acolher os grupos de terço dos homens do nosso estado. Os grupos de terço dos homens da nossa arquidiocese, tenham sempre no Convento da Penha o espaço da devoção da piedade… Subiram aqui esses homens para rezar, tenho certeza que não foi a primeira vez que fizeram isso e não será a última”, finalizou.


Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

X