Igreja Pelo Mundo Notícias

Frei Alessandro: “Não deixe a tristeza dominar o seu coração!”

Compartilhe esta notícia:

Paz e Bem!

No alto do Convento da Penha, aos pés da Virgem Nossa Senhora da Penha, no Estado do Espírito Santo, os frades da Fraternidade da Penha rezaram e confortaram as famílias que, neste momento, choram a perda de seus entes queridos, vítimas da pandemia do novo coronavírus. Neste sábado, às 17 horas, Frei Alessandro Dias do Nascimento presidiu “Celebração do Abraço e da Esperança” através TVFranciscanos, pelo seu canal no Youtube.

Desde o último domingo, as Fraternidades da Província Franciscana da Imaculada Conceição se revezaram para presidir esta celebração, uma forma de estar próximas das pessoas que nem puderam se despedir de seus entes queridos. Todos os dias, as pessoas enlutadas, em todo o país, enviaram as intenções (nomes, fotos e as datas de nascimento e falecimento) previamente pelo número do WhatsApp: (11) 97693-2430.

Neste sábado, 15.368 mortes foram provocadas pela Covid-19 e 229.204 casos da doença foram confirmados em todo o país.

Para Frei Alessandro, essas pessoas que partiram deixaram suas marcas nos corações de tantas famílias. Segundo o frade, nunca estamos preparados para enfrentar este momento da morte. “Nós não queremos falar da morte. A gente sempre busca um pretexto para fugir do assunto”, lembrou. “Mas a gente vence a morte a cada dia. Vive-se e morre a cada dia, a cada minuto de nossa vida”, observou. Segundo Frei Alessandro, a vida plena só vai acontecer com Deus. “É no encontro definitivo com Deus que o ser humano se realiza plenamente”, explicou.

Citando São Paulo, na segunda carta aos Coríntios, diz que ali, claramente, caminhamos pela fé e não através da visão. “A gente não caminha só pelo que vemos. É a nossa fé que nos faz caminhar em direção a Deus, em direção ao abraço amoroso do Pai”, acrescentou.

“Essa celebração nos lembra que Deus acolhe a todos nós na sua morada. É o que Jesus nos diz no Evangelho que foi lido. Na casa do Pai há muitas moradas. Vou preparar um lugar para vocês. E Jesus diz: ‘Você que tem fé em Deus, tenha fé em mim também’. Ele passou pela morte, abraçou a cruz e nos mostra que a ressurreição é a resposta de amor de Deus por nós. É a vida que supera a morte. Mas a morte é uma passagem necessária para entrarmos na vida eterna”, considerou.

Para o frade, não sabemos lidar com a perda e gostaríamos de ter a pessoa querida sempre conosco. “Mas nos planos de Deus, que às vezes não os compreendemos, temos que fazer como Nossa Senhora nos ensina: guardar no coração. Ou seja, guardar no coração essa certeza do amor de Deus por nós. E Jesus, neste evangelho, mostra isso: Ele vai preparar um lugar para nós”, animou.

Segundo o frade, esta Celebração também é de Esperança. “Deus nos chama a valorizarmos essa vida presente, que é tão passageira. Não é o momento de ficarmos guardando uma tristeza profunda. A gente entrega nossa vida nas mãos de Deus, na certeza de que Ele nos acolhe, assim como acolhe nossos irmãos e irmãs”, disse.

Segundo o frade, não importa quanto tempo as pessoas vivem, mas qualidade de vida que têm aqui. Por isso, São Paulo diz: é preferível deixar essa morada para estar junto do Senhor. “Vivendo ou morrendo, nossa vida é para o louvor de Deus. Em vez de ficarmos perguntando por que a pessoa se foi, nós deveríamos perguntar por que estamos aqui? E quando a gente pergunta por isso, a gente lembra que temos uma missão. Deus tem uma expectativa por cada um de nós”, continuou.

Para Frei Alessandro, nossa missão na vida é glorificar a Deus na medida em que vivemos os ensinamentos de Jesus, “Ele que é o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por Ele”. “Então, que nós possamos perguntar: como estou vivendo a minha vida? Por que estou aqui? Qual a minha missão?”, ensinou, lembrando que isso requer conversão também. “Se a nossa vida é tão passageira, não sabemos quando vamos partir, cada dia vamos viver da melhor forma possível. Vamos pedir perdão às pessoas que ofendemos, vamos perdoar aqueles que nos ofenderam, vamos ser solidários, vamos reconciliar uns com outros, vamos amar. Porque é isso que permanece. Tudo passa, menos amor de Deus por nós. Confiemos no Senhor para que ele possa confortar o nosso coração”, encerrou.

 

Depois das preces, da Oração da Encomendação, Frei Alessandro deu a bênção final e pediu novamente: “Não deixe a tristeza dominar o seu coração! Que Deus possa fortalecer vocês nesse momento de dor!”

Neste domingo, a celebração na Capela da Sede Provincial, em São Paulo, será mais cedo, às 18 horas.

Na segunda-feira (18/5), a Fraternidade do Sagrado conduzirá, de Petrópolis (RJ), esta celebração; na terça (19/5), será a Fraternidade do Convento São Francisco de São Paulo; na quarta (20/5), a Fraternidade Santo Estêvão de Ituporanga (SC); na quinta (21/5), a Fraternidade São Pedro Apóstolo de Pato Branco; na sexta (22/5), a Fraternidade Santa Inês de Balneário Camboriú (SC); e, no sábado, a Fraternidade Nossa Senhora da Penha de Vila Velha (ES).


Veja a Celebração completa abaixo

Eventos

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹Maio 2020› » 

Saiba mais

Facebook

No upcoming event