Festa da Penha é apresentada em assembleia do Regional Leste 2

Compartilhe:

Paz e Bem!

Foi concluída na manhã desta quinta-feira (14/11), a Assembleia Regional de Pastoral do Regional Leste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Na ocasião, bispos, administradores diocesanos, coordenadores diocesanos de pastoral, representantes dos presbíteros e leigos que coordenam pastorais, organismos e movimentos no Espírito Santo e em Minas Gerais aprovaram as indicações pastorais que irão orientar as ações da Igreja na região nos próximos anos. As orientações tem como base as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2019-2023 (DGAE), aprovadas na 57ª Assembleia Geral da CNBB.

Representando o Espírito Santo, estiveram presentes, o Arcebispo Metropolitano de Vitória, Dom Frei Dario Campos; o coordenador e a secretária de pastoral da Arquidiocese de Vitória, Padre Renato Criste e Ana Maria Lemos (leiga); o Bispo da Diocese de Colatina, Dom Joaquim Wladmir Lopes Dias; o Bispo da Diocese de São Mateus, Dom Paulo Bosi Dal’Bó; e o Administrador Diocesano da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, Padre Walter Luiz Barbiero Milaneze Altoé.

De acordo com o bispo de Divinópolis (MG) e presidente do Regional Leste 2 da CNBB, Dom José Carlos de Souza Campos, a assembleia, com sua proposta de aprovação de indicações locais, “é onde aparece a nossa identidade pastoral”. Ele ressalta ainda que “o Regional Leste 2 busca estar sempre em sintonia com a Igreja no Brasil e as Diretrizes aprovadas demonstram isso”.

A partir dos quatro pilares propostos pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora, foram oferecidas indicações para o trabalho pastoral:

Pilar da Palavra
Pilar do Pão
Pilar da Caridade
Pilar da Missão

A Assembleia de Pastoral do Regional Leste 2 da CNBB teve início na terça-feira (12/11) e contou com uma metodologia de aprofundamento e debates dos “pilares” da ação evangelizadora. Os participantes estudaram os pilares nas manhãs da assembleia, dois a cada dia (terça e quarta) com a colaboração de assessores que fizeram exposições. Na parte da tarde, foram formados 12 grupos compostos por pessoas de diferentes províncias eclesiásticas. Cada pilar estudado na parte da manhã foi aprofundado por seis dos 12 grupos. Assim, foi possível discutir cada pilar nos dois dias e oferecer propostas para as diretrizes regionais.

Na ocasião, os representante capixabas apresentaram ao Regional, a Festa da Penha e o vídeo do selo dos 450 anos dessa devoção do povo do Espírito Santo.


Presidente da CNBB
O Arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, fez uma exposição durante a assembleia sobre os “Horizontes do Sínodo para a Amazônia”, na noite de terça-feira.

Dom Walmor contou aos participantes que “o Sínodo é oportunidade do diálogo, da escuta, da partilha e do ato de nos debruçarmos sobre a realidade da Amazônia em si, o que nos ensina muito para todo canto do mundo e do Brasil”, afirmou. “O que está no horizonte é um convite à conversão, seja pastoral, ecológica, cultural e sinodal”, complementou.

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X