Celebrar o perdão em tempos de ódio nas redes sociais

Compartilhe:

Paz e Bem!

A palavra ódio está definida no dicionário como um sentimento humano capaz de produzir profunda inimizade, antipatia, repugnância, paixão pelo mal, repulsão, rancor… Ódio pode ser definido como a ausência de sentimento, ausência de paz, de fraternidade.

Apesar de muitos fatores positivos e plausíveis, a internet expõe o sentimento ruim existente nas pessoas, sobretudo na era digital que estamos vivendo. Alguns fatores como a velocidade, a superficialidade das relações, a ilusão do anonimato, a distorção entre público e privado, a criação de uma bolha virtual – a do meu mundinho – entre pensamentos iguais e pouca disposição para repensar opiniões, potencializam as reações intolerantes no ambiente virtual. Isso é uma enorme preocupação!

Por que disseminar ódio e violência nas redes sociais?

Deus criou o homem a sua imagem e semelhança. Ele nos fez de amor e para o amor. Por meio de Cristo, morremos para o pecado e ressurgimos para uma vida nova, uma vida de paz, uma vida repleta pela graça santificante do perdão da cruz. Espalhar ódio, conclamar violência, disseminar raiva, produzir fake-news contra o irmão, e tantas outras barbáries que entristecem o coração de Deus.

RESPEITO. PAZ. COMPAIXÃO. AMOR. GRATIDÃO. EMPATIA. FRATERNIDADE. Esses devem ser os sentimentos de todos os seres humanos, de todos os cristãos católicos que professam a fé. Praticar o respeito, ir em busca da paz, ser compassivo, amar o próximo como a mim mesmo, ser grato pela minha vida e pela vida do meu irmão, ter aptidão pelas qualidades do outro, ser generoso e fraterno. Essas são as missões.

Que tal celebrarmos o PERDÃO em tempos de ódio nas redes sociais?

Na próxima sexta-feira (02/08), estaremos juntos celebrando o PERDÃO e a MISERICÓRDIA DO SENHOR.

Clique na imagem para saber mais informações

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X