33º Domingo: É preciso fidelidade àquilo que recebemos do Senhor

Compartilhe:

Paz e Bem!

No dia 15 de novembro deste ano, a Igreja celebra o Dia Mundial dos Pobres. Assim como lema bíblico escolhido pelo Papa Francisco para a ocasião, a Liturgia deste domingo também apresenta a proposta na primeira leitura, do livro dos Provérbios: [A mulher forte] “Abre suas mãos ao
necessitado e estende suas mãos ao pobre”.

No Evangelho (Mateus 25,14-30), a Parábola dos talentos, na qual o homem que viaja e entrega os talentos aos empregados agradece àqueles que fizeram bom uso dos recursos: “‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’”.

Assim também nós, no seguimento de Jesus Cristo, devemos ser fiéis àquilo que aprendemos, àquilo que Jesus nos ensinou, devemos cultivar e colocar em prática, fazer produzir, fazer com que outros também aprendam o seguimento do Senhor. Precisamos nos engajar com mais empenho e entusiasmo pela caridade e pela bondade.

Veja a reflexão do Evangelho deste 33º Domingo do Tempo Comum

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X