2º dia da Novena de São Francisco de Assis 2020

Compartilhe:

Paz e Bem!

Neste dia 26 de setembro, segundo dia da nossa Novena em preparação para a Festa de São Francisco de Assis, o Pai dos Pobres, amante dos animais, patrono da ecologia, vamos refletir sobre o Tempo da Criação, o Jubileu da Terra. Através das nossas redes sociais, estamos rezando e pedindo a intercessão do Santo de Assis, pelas nossas preces e intenções. Todos os que amam São Francisco, os que seguem o exemplo dele com humildade e amor, participam dispostos a levar ao mundo a mensagem de esperança.

A cada dia da Novena, rezamos, conhecemos mais sobre a vida de São Francisco e ainda apresentamos a oração de súplica, onde somos também chamados a praticar um gesto concreto, como atitudes transformadoras. Ao final do vídeo, vamos receber a bênção franciscana.

No vídeo de hoje, ouçamos o que nos diz o Patriarca de Constantinopla, Bartolomeu I:

“É uma convicção compartilhada que, em nosso tempo, o ambiente natural está ameaçado como nunca antes na história da humanidade” e a extensão da ameaça é deixada clara, diz ele, pelo fato de que “o que está em jogo não é mais a qualidade, mas a preservação da vida em nosso planeta”. Estamos testemunhando, “a destruição do ambiente natural, da biodiversidade, da flora e da fauna, a poluição dos recursos aquáticos e da atmosfera, o colapso progressivo do equilíbrio climático” e outros excessos. Um complexo de situações, observa Bartolomeu I, que mostra como “a integridade da natureza” é um “imperativo categórico” para a humanidade contemporânea. E, no entanto, não é compreendido em sua importância em todos os níveis”.

“Enquanto em nível pessoal, de grupos e organizações, vem à tona uma “grande sensibilidade e responsabilidade ecológica”, o mesmo não acontece se considerarmos os administradores de assuntos públicos. “Nações e agentes econômicos não são capazes – em nome das ambições geopolíticas e da “autonomia da economia” – de tomar as decisões corretas para a proteção da criação” e de fato cultivam “a ilusão” de que “o ambiente natural tem o poder de se renovar”, Patriarca de Constantinopla, Bartolomeu I.

O gesto concreto de hoje é: PROMOVER A CARIDADE. Você vai separar na sua dispensa, alguns alimentos para doar a um catador, a um necessitado.

Rezemos juntos!

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

São Boaventura: uma voz ainda atual

Por ocasião do 750º aniversário da morte de São Boaventura , que celebraremos no dia 15 de julho de 2024, foi publicada a Carta dos Ministros Gerais

X