Igreja Pelo Mundo Notícias

Papa na Audiência: “Deus bate à porta do nosso coração e seu amor nos liberta”

Compartilhe esta notícia:
Paz e Bem!
Na catequese da Audiência Geral, o Papa Francisco deu prosseguimento à série sobre o Pai-Nosso, falando desta vez da terceira invocação: “Seja feita vossa vontade”.

“Seja feita a vossa vontade” foi o tema da catequese do Papa Francisco na Audiência desta quarta-feira (20/03).

Prosseguindo a série sobre o “Pai-Nosso”, o Pontífice aprofundou a terceira invocação, depois do “Seja santificado o vosso nome” e “Venha a nós o vosso Reino”.

Deus bate à porta do nosso coração

A vontade de Deus foi encarnada em Jesus, explicou o Papa, e esta vontade é buscar e salvar aquilo que está perdido. E nós, na oração, pedimos que a oração de Deus se realize, que seu desenho de salvação se realize primeiro em cada um de nós e depois em todo o mundo:

“ Vocês já pensaram que Deus está me procurando, a cada um de nós, pessoalmente? Deus é grande, quanto amor está por trás disso. ”

Com seu amor, prosseguiu, Deus bate à porta do nosso coração para nos atrair a Ele e nos levar avante no caminho da salvação. Deus está próximo a cada um de nós com o seu amor para nos levar pela mão até a salvação.

O amor de Deus nos liberta

Rezando “seja feita a vossa vontade” não somos convidados a abaixar servilmente a cabeça, “como se fôssemos escravos”.  “Deus nos quer livres e Seu amor nos liberta.” O “Pai-Nosso”, de fato, é a oração dos filhos que conhecem o coração de seu pai e estão certos do seu desígnio de amor.

Ai de nós se, pronunciando essas palavras, levantássemos as costas em sinal de rendição diante de um destino que nos repugna e não conseguimos transformar.

Pelo contrário, é uma oração repleta de confiança em Deus que quer para nós o bem, a vida, a salvação. Uma oração corajosa, inclusive combativa, porque no mundo existem muitas, demasiadas realidade que não são segundo o plano de Deus. “Ele quer a paz.”

Nada é aleatório na fé cristã

O “Pai-Nosso”, disse ainda Francisco, é uma oração que acende em nós o mesmo amor de Jesus pela vontade do Pai, uma chama que leva a transformar o mundo com o amor.

“ Não há nada de aleatório na fé dos cristãos: há, ao invés, uma salvação que espera manifestar-se na vida de cada homem e mulher e realizar-se na eternidade. ”

Se rezamos, é porque acreditamos que Deus pode e quer transformar a realidade vencendo o mal com o bem. A este Deus faz sentido obedecer e abandonar-se mesmo na hora da provação mais dura.

Deus, por amor, pode nos levar a caminhar por sendas difíceis, a experimentar feridas e espinhas dolorosas, mas jamais nos abandonará. “Para um fiel, esta, mais do que uma esperança, é uma certeza. Deus está comigo!”, recordou Francisco.

O Papa terminou a catequese convidando os fiéis a rezarem cada um na sua língua a oração do Pai-Nosso.

Com informações de Bianca Fraccalvieri do portal Vatican News

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Muito lindo e também muito forte!
    Quando a oração do Pai Nosso é uma passagem bíblica, como todos nós sabemos. Sugiro esta audiencia do Papa Francisco no seu todo ser trabalhada junto aos não somente meios de comunicação, mas sim, se possivel for nas comunidades/paróquias numa formação religiosa de conhecimentos e entendimentos para todos… quando o tempo quaresmal nos leva a esta reflexão e reconciliação (confissão). Dizendo que na campanha da fraternidade/políticas públicas 2019, temos a lei federal – DO PERDÃO – onde no mês de agosto que se chama Agosto Violeta, muito interessante e muito forte também o que nos leva a pensar em rezar sempre o Pai Nosso.
    Bom dia a todos.
    Atenciosamente,
    Marcia Malvina Pelissan Fávaro.
    Representante da Campanha dos Devotos/Pinheiros-ES e também da AACP e com muitas graças em Nossa Senhora da Penha/ comprovadas e também em Nossa Senhora Aparecida/ comprovadas.

Eventos

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹jun 2019› » 

Saiba mais

Facebook