Notícias Santo do dia

Nossa Senhora das Dores – 15 de setembro

Nossa Senhora, aponta-nos para uma Vida Nova

“Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar!”

Assim, a Igreja reza a Maria neste dia 15 de setembro, pois celebramos sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucificação de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.

Queremos recordar, as dores de tantas mulheres que sofrem pelos seus filhos, tantas mães que choram, tantas “Marias” que recebem o filho morto nos braços; Recordamos também a vida de tantas mulheres que sofrem com a violência nos lares, na sociedade, vítimas do desrespeito à dignidade humana e vítimas também da impunidade.

Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação , morte e sepultura de Jesus Cristo.

Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Vida Nova, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.

O sofrimento de Maria é uma experiência contemplativa do filho morto, de onde nos chega a redenção, o perdão, a reconciliação, o amor, a caridade, a humildade e a salvação do mundo.

Nossa Senhora das Dores, também recebe o título de Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, Nossa Senhora das Angústias, Nossa Senhora das Lágrimas, Nossa senhora das Sete Dores, Nossa Senhora do Calvário, Nossa Senhora do Monte Calvário ou ainda Nossa Senhora do Pranto.

Assista a Oração do Angelus e a reflexão do Frei Pedro de Oliveira Rodrigues, para este dia.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

ORAÇÃO À NOSSA SENHORA DAS DORES

Nossa Senhora das Dores, eu te apresento todas as minhas necessidades, mágoas, tristezas, misérias e sofrimentos. Ó Mãe das Dores e Rainha dos mártires, que tanto sofreste ao ver teu Filho flagelado, escarnecido e morto para me salvar, acolhe minhas preces. Mãe Amável, concede-me uma verdadeira contrição dos meus pecados e uma sincera mudança de vida.

Nossa Senhora das Dores, quando as dores vierem e os sofrimentos chegarem, não me deixes desanimar. Mãe das Dores, envolve-me em teu sagrado manto e ajuda-me a passar pelo vale de lágrimas.

Amém!

Faltam

128Dias 18Horas 54Min 58Seg

para a Festa da Penha 2019

Saiba mais

Facebook