Notícias Santo do dia

Nossa Senhora da Vitória, Padroeira da Arquidiocese – 08 de setembro

Paz e Bem!

Hoje, 08 de setembro, a Igreja celebra a Solenidade da Natividade de Nossa Senhora, uma grande festa em que comemoramos o nascimento da Mãe do Rei, Senhor e Salvador do mundo. Maria nasce, é amamentada, cuidada, cresce e recebe de Deus a missão de conceber Jesus. A Arquidiocese de Vitória, festeja seu Jubileu de 60 anos de criação e a Cidade de Vitória, completa 467 anos de uma riquíssima história e importância para o Espírito Santo, ambas comemoram o dia da Padroeira, Nossa Senhora da Vitória.

A NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA

Hoje comemoramos o dia em que Deus começa a pôr em prática o Seu plano eterno, pois era necessário que se construísse a casa, antes que o Rei descesse para habitá-la. Esta “casa, Santuário”, que é Maria, foi construída com sete colunas, que são os dons do Espírito Santo.

Deus dá um passo à frente na atuação do Seu eterno desígnio de amor, por isso, a festa de hoje, foi celebrada com louvores magníficos por muitos Santos Padres. Segundo uma antiga tradição os pais de Maria, Joaquim e Ana, não podiam ter filhos, até que em meio às lágrimas, penitências e orações, alcançaram esta graça de Deus.

De fato, Maria nasce, é amamentada e cresce para ser a Mãe do Rei dos séculos, para ser a Mãe de Deus. E por isso comemoramos o dia de sua vinda para este mundo, e não somente o nascimento para o Céu, como é feito com os outros santos.

Sem dúvida, para nós como para todos os patriarcas do Antigo Testamento, o nascimento da Mãe, é razão de júbilo, pois Nossa Senhora apareceu no mundo: a Aurora que precedeu o Sol da Justiça e Redentor da Humanidade. Por meio de Maria a salvação veio ao mundo. O Santo Ventre de Maria gerou e concebeu o Deus Vivo, que se fez humano para salvar todos nós.

A PADROEIRA DA ARQUIDIOCESE DE VITÓRIA

Nossa Senhora da Vitória foi proclamada padroeira da Arquidiocese de Vitória, que comemora seu Jubileu de 60 anos de criação.

Até 1895, a Igreja no Estado do Espírito Santo estava hierarquicamente vinculada à Diocese de Niterói do Estado do Rio de Janeiro. A criação da primeira Diocese aconteceu em 15 de novembro de 1895 através da Bula “Santíssimo Domino Nostro”, promulgada pelo Papa Leão XIII, com o nome de Diocese do Espírito Santo, abrangendo a extensão do próprio Estado. O primeiro bispo, Dom João Baptista Corrêa Nery, foi responsável pelo governo da Diocese até 1901. Na sequência sucederam-lhe: Dom Fernando de Souza Monteiro (1901 a 1916); Dom Benedicto Paulo Alves de Souza (1918 a 1933); Dom Luiz Scortegagna (1933 a 1951); Dom José Joaquim Gonçalves (1951 a 1957); Dom João Batista da Mota e Albuquerque (1957 a 1958).

Em 1958 a então Diocese do Espírito Santo recebeu o título de Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo (Bula “Cum Territorium” do Papa Pio XII) e em seguida originou a criação das Dioceses de Cachoeiro de Itapemirim, São Mateus e anos depois a de Colatina. Em 2018 a Arquidiocese de Vitória completa 60 anos.

A CIDADE DE VITÓRIA

A Cidade de Vitória, devido aos constantes ataques indígenas sofridos na então sede da Capitania do Espírito Santo, atual município de Vila Velha, os portugueses que aqui estavam, decidiram que seria necessária a mudança da Capital, que havia sido construída pelo seu Donatário Vasco Fernandes Coutinho, para outro lugar. O local escolhido foi a Ilha de Santo Antônio, na Baía de Vitória.

A Vila Nova do Espírito Santo, como foi primeiramente chamada a Nova Capital, foi fundada em 8 de setembro de 1551. Posteriormente, a cidade teve seu nome alterado para Vitória, devido a uma grande batalha comandada pelo Donatário da Capitania, contra os Índios Goitacás, que aqui estavam antes dos portugueses chegarem.

Nossa Senhora da Vitória

Em 31 de março de 1967, o então prefeito de Vitória, Setembrino Pelissari, decretou como feriado religioso no município o dia 08 de setembro (Lei n° 1.732, de 1967), data em que se comemora o Dia de Nossa Senhora da Vitória. Uma Imagem de Nossa Senhora da Vitória, foi trazida pelos colonizadores portugueses para o Brasil, especialmente para a “Vila do Espírito Santo”, e aqui se tornou a Padroeira da Capital Capixaba. A Senhora da Vitória, além de ter se tornado a padroeira da Cidade de Vitória, também é do Estado do Piauí, de São Luís (MA) e Vitória da Conquista (BA).

A história de devoção à Nossa Senhora da Vitória é uma marca do povo capixaba, que sempre festeja com fervor e alegria a Festa em honra à Padroeira.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Um site muito bom e traz uma riqueza de fé para o crescimento espiritual e humano. Gostaria de conhecer algumas orações. Se for possível ficarei grato. Sou Pe paterno da diocese de campanha, amigo de dom Luiz Mancilha.

Eventos

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2018› » 

Saiba mais

Facebook