Eventos

Mulheres homenageiam Nossa Senhora na véspera do Dia das Mães

Cerca de cinco mil mulheres da Grande Vitória e do Interior do Estado subiram o Convento da Penha no último sábado (13), onde participaram da tradicional romaria das Mães, que homenageia Nossa Senhora. Emoção, gratidão e simplicidade marcaram a celebração presidida pelo guardião do Convento, Frei Paulo Roberto Pereira.

Dando continuidade a tradição, diversas mulheres do Interior marcaram presença e trouxeram flores para Nossa Senhora, como é o caso da devota Vilma Chagas, que liderou uma excursão de Domingos Martins. “Ao todo viemos em 105 pessoas. Participo dessa missa tem uns 30 anos. Somos todos motivados pela fé e eu, em especial, pela gratidão de ter recebido a intercessão de Nossa Senhora na cura de um câncer”, conta emocionada.

Fazendo memória ao centenário da Aparição de Nossa Senhora de Fátima, a organização preparou uma apresentação recordando a visão dos três pastorzinhos em Portugal. Durante a homilia, o Frei Paulo Roberto Pereira, recordou a importância de Maria no plano da Salvação. “Para conhecer Jesus é preciso caminhar com Ele. A Virgem vestida de Luz vem até nós e fala das coisas de Deus. Hoje complicamos a vida e Nossa Senhora de Fátima nos deixa uma lição de simplicidade, da oração feita com o coração, que é o que nos leva ao coração de Deus”, afirma.

Recordando a importância das mães para o mundo, o Frei Paulo afirma que dentre todas mulheres, as mães trazem algo especial com elas. “As mães trazem uma beleza que ultrapassa a beleza dos cosméticos, é uma beleza ética, que tem senso de zelo, cuidado, partilha e generosidade. Elas se doam sem esperar nada em troca”, concluiu.

Pela primeira vez participando da romaria das mães, a devota de Cariacica, Adriana Nunes também aproveitou para agradecer. “Nossa Senhora sempre me ouviu. Ela é mãe e é bom saber que temos um socorro. É só ter fé! ”, afirma Adriana.

A missa das mães também reuniu famílias, que vieram pedir por suas mães. “Trouxe a minha família toda para pedirmos pela saúde da minha mãe. A fé nos motiva a pedir e também a agradecer por tudo que recebemos e nos sentimos bem de vir aqui no Convento, na casa da Mãe, para fazermos isso juntos”, conta Jaqueline Presenzas, que veio com cerca de 180 pessoas da caravana de Viana.

Para a organizadora da romaria, Maria José Quintaes, a romaria superou todas as expectativas. “É muito emocionante ver esta homenagem a Nossa Senhora. Este momento teve os traços de Maria: simples, orante, contagiante e alegre”, comenta.

Tradição
A romaria das mães teve início em 1956, quando as mulheres do Interior do Estado aproveitavam a vinda à Capital para compra dos presentes para o Dia das Mães, para oferecerem flores, a Nossa Senhora da Penha. Como grande parte delas não conseguiam participar da Festa da Penha, por conta da dificuldade de chegar até Vitória, o sábado que antecedia o Dia das Mães era a oportunidade de elas homenagearem Nossa Senhora da Penha.