Formação Notícias

Mensagem do Ministro Provincial para a Festa de Santa Clara

Compartilhe esta notícia:

Caríssimas irmãs Clarissas dos 20 mosteiros da Federação Brasileira, especialmente os 7 mosteiros no território de nossa Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil;
Queridas irmãs religiosas franciscanas dos mais diferentes institutos;
Caros confrades, filhos também no espírito e no ideal de nossa Mãe Clara de Assis;
Demais irmãs e irmãos, colaboradores, jovens, voluntários e participantes da nossa missão evangelizadora,
Paz e Bem!

Estamos nos aproximando da grande festa e solenidade da nossa irmã e mãe Clara de Assis. O dia 11 de agosto é o dia do trânsito de Santa Clara. Neste mesmo dia, em 1253, ela deixou este mundo como um dom precioso a todo o Povo de Deus.

Para nós, este não é apenas um dia festivo, mas antes uma bela oportunidade de nos deixarmos tocar pela provocação da vida e do ideal desta seguidora mais perfeita de nosso Pai São Francisco. Aquela que ele cultivou como sua “plantinha”. Por isso, ela é para nós “mestra” neste seguimento de Cristo ao modo de Francisco.

E, na sua criatividade, soube colher aquilo que é o coração e o drama de todo o movimento franciscano. Por isso, hoje celebramos o nosso carisma franciscano. Em seu ideal apaixonado e apaixonante, Clara nos provoca a tomarmos, também nós, um lugar nesta grande história de seguimento radical dos passos do Cristo.

Seu testemunho marcou a vida de uma multidão de fiéis, não só entre suas irmãs ou dentro da Ordem Franciscana, mas desde papas e reis até os mais simples e pequeninos que conseguiram ver nela, como num espelho, o reflexo de Jesus Cristo, pobre e crucificado.

A Clara de Assis nobre, rica e bela não pôs nestes atributos os valores maiores de sua vida. Desde os primeiros anos, esforçava-se em amar profundamente o Cristo. Assim, foi percebendo em si o chamado para uma missão maior.

Ouvimos em sua carta a Santa Inês de Praga como ela insiste no olhar cotidiano ao espelho que é o Cristo para nele examinar-se e a partir dele tornar-se inteiramente revestida e adornada com as sublimes virtudes: a feliz pobreza, a santa humildade e a inefável caridade.

O referencial de Clara é o Cristo e não apenas Francisco. Mas foi o olhar afinado por essa contínua contemplação que a fez observar de longe e, cada vez, com mais atenção, a transformação ocorrida em Francisco, sua renúncia aos bens e à família, os seus primeiros seguidores e o estilo de vida que levavam. Foi percebendo neles o encontro com o verdadeiro significado da vida, a plena felicidade.

E depois de ser recebida por Francisco e iniciar seu caminho espiritual, com as tantas irmãs que foram se juntando a ela, o impressionante é a qualidade do amor vivido diariamente numa relação direta com Deus.

E a escuta atenta da Palavra, este espelho que reflete muito claramente o próprio Cristo, leva-a a uma vivência muito concreta de seus valores.

Podemos destacar:

♦  Sua Vida Contemplativa que não é simplesmente viver isolada num claustro, mas acima de tudo viver como consagrada, na escuta constante de Deus, ou seja, numa vida habitada por Deus.

♦ A vida em fraternidade é o lugar da vivência do Evangelho. No cuidado de cada irmã, aprende-se da relação com Deus a “conservar a unidade da recíproca caridade” (RCl X, 7). Amar como como Deus nos ama.

♦ A vida em santíssima pobreza é a opção de fundo que inspira a decisão de viver “a perfeição do santo Evangelho” (Fv1). Como Francisco, Clara é apaixonada pela pobreza e luta para alcançar o “Privilégio da Pobreza”, ou seja, o direito de não ter propriedades. Viver na precariedade, sentir falta até das coisas necessárias, faz parte desta aventura evangélica e da aposta na confiança total ao Deus amor e providente.

Clara tem muito a nos dizer. Não só em palavras, mas principalmente com o seu testemunho vigoroso.

Ela é a expressão da vivência radical do Evangelho: vivê-lo e nada mais. Mas, não faz isso com dureza. Coloca os valores essenciais do cristianismo no modo cotidiano, simples, fraterno e feminino de viver.

Seu testemunho é, para nós, uma garantia de que viver assim é possível. Seremos cristãos e franciscanos autênticos se nos consagrarmos à alegria de quem vive com o Senhor. Desta forma, estaremos abrindo nossa Fraternidade e nossa família à ação de Deus e permitindo que esta grande santa traga um pouco mais de claridade à Igreja e ao mundo de hoje.

Peço a todos vocês as bênçãos de Deus, como gostava de pedir Santa Clara:

O senhor Todo-Poderoso vos abençoe;
volte para vós os Seus olhos misericordiosos,
e vos dê a Sua paz! Amém.
Derrame sobre vós as Suas graças em abundância,
e no céu vos coloque entre os Seus santos! Amém.
Que o Senhor esteja sempre convosco,
e que vós estejais sempre com Ele! Amém.

Eventos

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹ago 2019› » 

Saiba mais

Facebook