QUANDO O DIA DA PAZ

1. Quando o dia da paz renascer, / quando o sol
da esperança brilhar, / eu vou cantar! / Quando
o povo nas ruas sorrir / e a roseira de novo
florir, / eu vou cantar! / Quando as cercas
caírem no chão, / quando as mesas se
encherem de pão, / eu vou cantar! / Quando os
muros que cercam os jardins, / destruídos,
então os jasmins / vão perfumar!Vai ser tão
bonito se ouvir a canção, / cantada de novo. /
No olhar da gente a certeza de irmãos: /
reinado do povo! (bis)

2. Quando as armas da destruição, / destruídas
em cada nação, / eu vou sonhar! / E o decreto
que encerra a opressão, / assinado, só no
coração / vai triunfar! / Quando a voz da
verdade se ouvir / e a mentira não mais existir, /
será, enfim, / tempo novo de eterna justiça, /
sem mais ódio, sem sangue ou cobiça; / vai ser
assim!

Compartilhe e evangelize:

Imprimir
Copyright © 2017 Franciscanos.org.br - Todos os direitos Reservados.