LONGE, DISTANTE (Natal e Epifania)

Longe, distante de casa, o menino nasceu: dor e alegria tão juntas nosso Deus conheceu!

1. Então chegaram pastores trazendo o suor do trabalho: simples, na pobreza, num sorriso o mais nobre agasalho.

2. E os reis ficaram na espreita – que tronos têm força e perigo – , cheios de defesas, não suportam sair desse antigo!

3. Então os sábios partiram: humilde, insistente procura! Longe dos palácios, manjedoura foi berço e ternura!

4. E nós também acorremos. Quem pode esquecer o menino?! Quis morar conosco: desvelou-se o nosso destino!

Compartilhe e evangelize:

Imprimir
Copyright © 2017 Franciscanos.org.br - Todos os direitos Reservados.