Formação Notícias

Frei Paulo: “Na Igreja Católica cabe o negro, o pobre e até o homossexual”

Paz e Bem!

A Santa Missa Solene da Festa de São Francisco de Assis foi celebrada às 15h, desta 5ª feira (04/10), no Campinho do Convento e presidida pelo Frei Paulo Roberto Pereira, Guardião do Convento. Estiveram presentes também os Frei Pedro Engel e Paulo César, que cantaram os cânticos litúrgicos e franciscanos.

No palco, perto do Altar, foi ornamentado e preparado um local para a Imagem de São Francisco, com as representações de animais e pássaros. Ele é padroeiro da Ecologia, Pai dos Pobres e Fundador das três Ordens Franciscanas.

Conheça mais sobre a história de São Francisco clicando aqui.

O dia do Santo foi comemorado com muita alegria e atos de devoção de dezenas de pessoas, que desde o início da manhã até a Missa de Encerramento no Campinho, subiram ao Convento para celebrar um dos santos mais importantes e conhecidos da Igreja.

No início da celebração, Frei Paulo acolheu a todos, agradeceu pela presença e falou da importância de Francisco de Assis para os dias atuais.

Na homilia, Frei Paulo começou explicando a história de devoção à São Francisco de Assis no Convento. “O Convento da Penha é a marca da devoção franciscana. Importante cada vez a gente recordar que Frei Pedro Palácios, quando veio para cá, veio portando o quadro de Nossa Senhora das Alegrias, uma tradição ‘bem franciscana’, a alegria de Nossa Senhora, a alegria que nós reverenciamos, que nós partilhamos com ela, percebendo a sua presença generosa, na construção do mistério de Jesus Cristo e na construção da salvação amorosa que Deus oferece a todos nós.” Ao introduzir a explicação da celebração de São Francisco de Assis, Frei Paulo afirmou que assim como Nossa Senhora teve grandes alegrias diante das manifestações do amor do Senhor preferencial pelos “pequenos”, o que encantava São Francisco que fez o mesmo. Passou a admirar, meditar e entender a “pobreza da Mãe de Deus”, onde o próprio Cristo nasceu, na simplicidade, na humildade.

O Frei fez uma analogia do mundo dividido entre ‘pessoas de bem’ e pessoas que devem ser eliminadas. “Quem divide a sociedade assim certamente não entendeu o que Jesus veio dizer para nós. Foram ‘pessoas de bem’ que crucificaram o Filho da Mãe de Deus”, alertou.

O Guardião ainda falou “entristecido” sobre o cenário político. “Quero que rezem por mim. Esses dias confesso: ‘uma tristeza muito grande!’ Porque querem que eu vote em alguém que nega, terminantemente nega, o direito de todos viverem. Você pode ter milhares de motivos para escolher o seu candidato que vai votar no domingo, mas por favor, não deveriam falar que esse tal candidato defende a vida, defende a Igreja Católica. É mentira! Não defende! Decididamente não defende! A Igreja Católica, ela chama assim porque cabe todo mundo, cabe o negro, cabe o pobre, cabe até o homossexual. É preciso entender de uma vez por todas que o Evangelho não é excludente, é preciso que a gente tenha certeza que Deus nos ama, apesar da nossa fragilidade, e nós que amamos a São Francisco, sabemos bem disso”, ele finalizou recitando pausadamente a Oração de São Francisco.

Assista a homilia na íntegra

Logo após a homilia, foi entoada a Ladainha de São Francisco. Ouça abaixo

Antes de encerrar a Missa, Frei Paulo convidou os pais que estavam com as crianças para subirem no palco e rezar (cantando) a consagração à Nossa Senhora da Penha. Um belíssimo momento de devoção e carinho com a Mãe dos Capixabas.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Saiba mais

Facebook