FESTA DA PENHA 2019 Festa da Penha na Mídia Notícias

#FestadaPenha2019: Curiosidades e histórias da festa da padroeira

Paz e Bem!

A menos de 75 dias para o início das festividades em honra à Padroeira do Estado do Espírito Santo, com os preparativos à todo vapor, com o coração acelerado, ansiedade batendo à porta, alegria disparada e com a esperança renovada que cada ano a festa é melhor, mais emocionante e muito mais devocional.

Dada a largada para a realização da Festa da Penha 2019, preparamos uma pequena lista de curiosidades e histórias interessantes sobre o Convento, os frades e a festa. Elencamos alguns pontos que certamente você não conhecia e que poderá conhecer a partir de agora.

  • A Festa da Penha é uma das festas religiosas mais antigas do Brasil, sendo a mais antiga festa mariana do país.
  • Em 2019, a Festa da Penha será a de número 448. Ela é celebrada de forma ininterrupta desde 1571.
Resultado de imagem para fotos antigas romaria dos homens
Nesta rara imagem, a Romaria dos Homens, em sua edição do ano de 1958, com os participantes, somente homens, cruzando a Ponte Florentino Avidos
  • A Romaria dos Homens está na sua 61ª edição. Realizada pela primeira vez no ano de 1955, durante o dia, com um trajeto diferente, no entanto, em 1958, após decisão do então Arcebispo de Vitória, Dom João Batista, a romaria passou a ter 14 km de extensão e a ser realizada à noite. Antes, o itinerário passava pela Vila Rubim, Ponte Florentino Avidos, São Torquato, Rodovia Carlos Lindenberg e subia até o Campinho do Convento.

  • Ainda sobre a Romaria dos Homens, no início, um fato curioso chamava atenção. Na chegada ao portão principal de acesso, somente os homens podiam subir para participar da Missa. Um grupo de frades ficava no portão e impedia a entrada de pessoas do sexo feminino.
Carro de som marca Romaria dos Homens, Festa da Penha, Estado do Espírito Santo
Mais uma imagem muito rara, desta vez o encerramento da Romaria dos Homens de 1958, com a missa solene sendo realizada no Campinho.
  • A Romaria dos Homens é a mais esperada de todas as romarias. A cada ano que passa a expectativa de público é superada. Estima-se que em 2018, cerca de 700 mil pessoas participaram.

  • A Festa da Penha é a terceira maior festa mariana do Brasil, atrás apenas do Círio de Nazaré, em Belém do Pará e da Festa de Aparecida, Padroeira do país.
  • Nossa Senhora da Penha foi proclamada padroeira do Espírito Santo através da Bula Papal do Papa Urbano VIII em 23 de março de 1630. De acordo com a história, a Bula só foi confirmada em 26 de janeiro de 1908, após o resultado de um plebiscito realizado nas principais comunidades católicas do estado. Por fim, a aprovação do Vaticano, ocorreu em 27 de novembro de 1912.

  • A festa da padroeira dos capixabas, desde o início, sempre foi o principal evento religioso e histórico do estado, prova disso é que 1844, segundo a Lei nº 7, de 12 de novembro do mesmo ano, o dia da festa passou a ser considerado “DIA DE NOSSA SENHORA DA PENHA” em todo o Estado do Espírito Santo. Cada cidade possui a sua lei municipal. Há o Decreto Estadual nº 377-S, de 25 de fevereiro de 2014, promulgado pelo então governador José Renato Casagrande, que regulamenta “O DIA DA PADROEIRA”.
  • As cores predominantes na Imagem de Nossa Senhora são as mesmas da bandeira o Espírito Santo: rosa (veste de Nossa Senhora), azul (manto) e branco (veste do Menino Jesus)
  • O tema da festa sempre está em sintonia com algum evento, pedido do Papa ou mesmo acontecimento importante. Em 2016, por exemplo, o tema estava em consonância com o Ano Santo da Misericórdia (Maria, Mãe e Porta da Misericórdia). Em 2017, o tema fazia referência aos 300 anos de aparição de Nossa Senhora Aparecida. Em 2018, a Arquidiocese de Vitória, celebrando o Jubileu de 60 anos de criação, teve homenagem da marca. O desenho da artista capixaba Ana Paula Castro, retratou o cenário do Convento da Penha, da 3ª Ponte, da Igreja do Rosário… Já em 2019, com o mesmo tema da Jornada Mundial da Juventude e com uma pegada mais jovem, o tema escolhido é o mesmo do encontro do Papa com a juventude que ocorreu no Panamá (“Eis aqui a serva do Senhor – Lucas 1, 38).

  • Por ser o maior evento turístico e religioso do estado, a festa da padroeira é responsável por movimentar boa parte da economia no Espírito Santo, isto porque além de atrair fiéis de diversas partes do Brasil, os destaques são para hotéis, restaurantes, táxis e transportes em geral, shoppings; comércios culturais e artesanais e comércio local.
  • As Missas de Abertura e Encerramento eram realizadas no Campinho do Convento, no entanto, com um número gigantesco de fiéis, somente a abertura é celebrada no local. O encerramento é realizado no Parque da Prainha, atraindo cerca de 120 mil pessoas.
  • A Festa da Penha não é somente uma festa devocional e religiosa, mas sim popular. Para participar, todas as pessoas, de todas as classes sociais, cores, religiões, opções sexuais e etc, são convidadas. “Nossa Senhora é mãe de todos nós!”, independente de qualquer coisa. Um exemplo é a Romaria dos Conguistas que traz centenas de devotos de São Benedito, São Pedro à Casa de Nossa Senhora da Penha. (“Iá, iá, você vai à Penha?! Me leva, Ô, me leva!”, “Vou louvar São Bito já está na hora, vamos ao Convento visitar Nossa Senhora”, são algumas das belíssimas músicas das Bandas de Congo)
  • A Festa da Penha é também a festa da inclusão, do amor e principalmente da acolhida à todos. Exemplo disso é a Romaria dos Deficientes, uma das mais emocionantes de todas as romarias. Crianças, jovens, adultos, pessoas de diversas classes sociais, unidas em nome da fé, cada um com sua limitação, sua dificuldade, seus problemas, suas angústias… Mas todas louvando e agradecendo ao Senhor e a intercessão de Nossa Senhora da Penha.
  • A Estrada da Penitência, também conhecida como Ladeira das 7 Voltas, é o caminho de acesso ao Convento, mais antigo. Existe há mais de 200 anos. Tem por volta de 457 metros de extensão, porém exige mais esforço e atenção, pois é íngreme. Nesta estrada estão colocadas, nas 7 curvas, as placas com as 7 Alegrias de Nossa Senhora. (1ª Alegria –  A anunciação do Anjo, 2ª Alegria – Visita de Maria a sua prima Isabel, 3ª Alegria – Nascimento de Jesus, 4ª Alegria – A Adoração dos Reis Magos, 5ª Alegria – O Encontro do Menino Jesus no Templo, 6ª Alegria –  Maria vê a Jesus Ressuscitado e 7ª Alegria – A Assunção de Maria e sua Coroação no Céu)

Resultado de imagem para historia da romaria dos homens

  • A escadaria do Convento possui 365 degraus (do Campinho até o alto do Santuário). A Capela está construída no alto de um penhasco de 154 metros.Convento da Penha

Fique ligado no site do Convento da Penha e em nossas redes sociais. Na próxima semana, iremos contar mais curiosidades e histórias da maior e mais bonita expressão de fé do povo capixaba.

Viva Nossa Senhora da Penha!

Confira uma galeria especial com algumas fotos antigas do Convento da Penha e da devoção à Nossa Senhora da Penha.

Pesquisa e edição de Cristian Oliveira. Colaboração de fotos antigas de João Zuccaratto, Capixaba da Gema, Gazeta Online.

Faltam

63Dias 23Horas 06Min 22Seg

para a Festa da Penha 2019

Eventos

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

 
 « ‹fev 2019› » 

Saiba mais

Facebook